Últimas Notícias

domingo, 28 de junho de 2020

Jogos no município do Rio voltarão a ter torcida a partir de julho

A prefeitura do Rio de Janeiro emitiu um decreto em edição especial nesta sexta-feira (26) determinando medidas adicionais para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. 
Neste decreto, o município estipulou que os jogos de futebol - e outra atividades esportivas - na capital fluminense poderão ter torcida nos estádios a partir do dia 10 de julho, quando se iniciará a Fase 3B das medidas estipuladas.

Nesta fase, no que diz respeito a ‘Esporte e Lazer’, será permitida a presença de público nos locais dos eventos - apenas para competições esportivas -, utilizando capacidade de 1/3 de cada estádio. Ainda de acordo com o decreto, deverá ser cumprida a exigência de distanciamento de 4m² por pessoa. Já a venda de ingressos será somente online ou em caixas de auto atendimento.

Questionada sobre como fará para manter na prática a regra de distanciamento nos estádios, a prefeitura, até a data da publicação deste texto, não se pronunciou.

Ainda na Fase 3B, os centros de treinamento esportivos continuarão fechados ao público, e o uso de sauna, piscina e banheira de hidromassagem continuarão vedados.

Na Fase 4, que entrará em vigor a partir do dia 17 de julho, serão liberados shows e eventos em locais fechados, com a mesma regra de distanciamento de 4m² por pessoa. Escolinhas de futebol permanecem sem liberação de abrir.

Já na Fase 5, prevista para começar no dia 1º de agosto, a capacidade de público passará a ser de 2/3 da capacidade do estádio, tanto para competições esportivas quanto para eventos e shows, continuando em vigor a regra de distanciamento de 4m² por pessoa. As escolinhas de treinamento podem voltar a funcionar. 

A partir do dia 16 de agosto, na Fase 6 do decreto, a previsão é de que todas as atividades de esporte e lazer possam retornar sem quaisquer restrições, com o aval para que estádios e arenas recebam público em sua capacidade máxima, sem regras de distanciamento. Não haverá, também, impedimentos para o funcionamento de clubes e centros de treinamento. 

Vale ressaltar que de acordo com o decreto, as fases de flexibilização podem sofrer mudanças.



Iuri Corsini, da CNN

Comente aqui com o Facebook: