Últimas Notícias

Trump se diz confiante de que COVID-19 pode ter surgido em laboratório chinês

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira que está confiante de que o coronavírus pode ter se originado em um laboratório de virologia chinês, mas se recusou a descrever as evidências, alimentando ainda mais as tensões com Pequim sobre as origens da doença.

Trump não poupou as palavras em um evento na Casa Branca nesta quinta-feira, quando perguntado sobre se havia tido acesso a evidências que o deram "um alto grau de confiança" de que o vírus veio do Instituto de Virologia de Wuhan.


"Sim, sim, eu tive", disse, se recusando a especificar. "Eu não posso te dizer, não tenho permissão de te dizer isso."

O Instituto de Virologia de Wuhan, apoiado pelo governo chinês, tem refutado as alegações, e outras autoridades dos EUA minimizaram a probabilidade de que sejam verdadeiras. A maioria dos especialistas acredita na hipótese de que o vírus tenha se originado em um mercado de animais silvestres em Wuhan e passado de animais para seres humanos.

O presidente republicano tem demonstrado cada vez mais frustração com a China nas últimas semanas por conta da pandemia, que custou dezenas de milhares de vidas apenas nos Estados Unidos, provocando uma recessão econômica e que ameaça suas chances de reeleição à Presidência do país em novembro.

Trump disse anteriormente que seu governo estava tentando determinar se o coronavírus havia emanado de um laboratório de Wuhan, após informações terem sido veiculadas na imprensa de que o vírus poderia ter sido sintetizado em um laboratório estatal chinês, ou escapado de tal instalação.



Reuters

Comente aqui com o Facebook: