Últimas Notícias

Saiba se você está no Cadastro Único para receber R$600

Na última quarta-feira, 1, o Governo Federal anunciou auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, desempregados e MEIs que estiverem inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Ministério da Cidadania. Porém, o pagamento ainda não tem data para ser liberado.
Não sabe se você está inscrito? Existem três maneiras de verificar:

Site

O link de acesso é: aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/. Mas, atenção a página apresenta instabilidade pelo alto volume de acesso.
Crédito: ReproduçãoPágina para realizar a Consulta Cidadão passa por instabilidade
Depois de entrar na página, preencha o formulário com seus dados pessoais (nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado) e clique em “emitir”.
Vai aparecer a informação se o seu nome está ou não inscrito no CadÚnico. Caso seu não não apareça, busque por outras versões do seu próprio nome, pode acontecer de ter dado uma outra versão ao assistente social na hora da inscrição. Por isso, é importante buscar por várias versões.
Crédito: ReproduçãoPreencha o cadastro com seus dados pessoais

Aplicativo

No seu celular, baixe o aplicativo Meu CadÚnico. Com o dispositivo instalado, basta clicar em “entrar”. Logo em seguida, preencha o formulário com seus dados pessoais (nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado).
Crédito: ReproduçãoApp do Cadastro Único permite que você verifique informações no seu celular

Telefone

A ligação para 0800 707 2003 é gratuita, mas precisa ser feita de um telefone fixo. O atendimento é de segunda a sexta-feira das 7h às 19h, ou aos finais de semana e feriados das 10h às 16h, durante o Calendário de Pagamento do Bolsa Família.

Não inscritos no Cadastro Único também recebem o auxílio de R$600

Trabalhadores de baixa renda não inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) também podem receber o auxílio. Para isso, será necessário cumprir com o limite de renda média, fazendo uma autodeclaração em plataforma digital, mais detalhes sobre essa declaração ainda não foram divulgados. Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, esses trabalhadores devem ficar por último no cronograma de pagamento.

Comente aqui com o Facebook: