Últimas Notícias

Regiões da Paraíba têm aumento da severidade da seca, aponta estudo

A Paraíba teve um aumento da severidade da condição de seca grave entre as regiões da Borborema e Agreste, é o que aponta o Monitor de Secas, coordenado pela Agência Nacional de Águas (ANA). Segundo o estudo, no Litoral também houve a expansão da área de seca fraca. Os impactos são de curto prazo na faixa leste e de curto e longo prazo nas demais áreas ao interior paraibano.

O estudo ainda revela que entre novembro e dezembro, a Paraíba teve um aumento da área com seca, que passou a abranger todo o território. Em termos de anomalias de precipitação, houve chuvas inferiores à média histórica na faixa centro-sul do Maranhão e do Piauí, oeste do Espírito Santo, Paraíba, Pernambuco, sul do Ceará, além de todo o território de Tocantins, Bahia, Alagoas, Sergipe e Minas Gerais.
Por outro lado, chuvas acima da média histórica foram observadas em locais isolados do oeste e norte do Maranhão, centro-norte do Piauí e Ceará. Nas demais áreas, as precipitações observadas ficaram próximas à média histórica.
Monitor de secas em novembro e dezembro de 2019.
Monitor de secas – coordenado pela Agência Nacional de Águas (ANA), com o apoio da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUNCEME), e desenvolvido conjuntamente com diversas instituições estaduais e federais ligadas às áreas de clima e recursos hídricos. Na Paraíba, a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA) é o órgão que atua no Monitor de Secas. A ferramenta vem sendo utilizado para auxiliar a execução de políticas públicas de combate à seca.

MaisPB

Comente aqui com o Facebook: