Últimas Notícias

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Adolescente morre após ser arremessado a 60 metros durante explosão em fábrica de fogos de artifício de vereador

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as causas do incêndio ocorrido nesta terça-feira (8), em uma fábrica de fogos de artifício, no município de Solânea, no interior da Paraíba. Um adolescente morreu e três pessoas, incluindo o proprietário do imóvel, ficaram feridas.

A Polícia Civil descobriu um galpão escondido no local com grande quantidade de fogos de artifício armazenados. O material foi apreendido e vai passar por perícias.

O inquérito vai apurar se o local tinha autorização para a fabricação de fogos de artifício.

Equipes da Polícia Civil de Solânea se deslocaram ao local assim que o incêndio começou.

De acordo com Diógenes Fernandes, delegado titular da Delegacia Seccional de Solânea, a fábrica é de propriedade de Josué Pereira, vereador no município conhecido como Zué de Solânea.

O filho do vereador, Joalaaf Kaike de Moura, 15 anos, foi arremessado a uma distância de 50 metros e morreu no local.

“O proprietário e um funcionário do local foram socorridos com queimaduras aparentemente leves para um hospital de João Pessoa. Um vizinho teria sido socorrido com ferimento no ouvido, lesão no tímpano”, afirmou o delegado.

Segundo o delegado, outra fábrica de fogos de artifício, também pertencente ao vereador Zué de Solânea, explodiu em 2009. Na ocasião, outro filho do vereador, também com 15 anos, morreu no local.


PBhoje

Comente aqui com o Facebook: