Últimas Notícias

sábado, 3 de agosto de 2019

Paraíba possui 25 pontos de exploração sexual

A Paraíba possui pelo menos 25 pontos vulneráveis a exploração sexual comercial de crianças e adolescentes, em rodovias e estradas federais, conforme dados do Observatório da Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, lançado na última semana pela Procuradoria Geral do Trabalho, em Brasília.

Em todo o país, são cerca de 2,5 mil pontos.
Os dados fazem parte do Mapeamento dos Pontos Vulneráveis de Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (ESCA) em Rodovias e Estradas Federais (MAPEAR), realizado pela Polícia Rodoviária Federal entre 2017 e 2018.

O procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, ressaltou que os dados revelam uma grave realidade e mostra que o Brasil está longe de alcançar a meta 8.7 da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas (ONU), que é erradicar todas as formas de trabalho infantil até 2025.

Os dados ainda apontam que entre 2003 e 2018, pelo menos 937 crianças foram resgatadas de condições análogas à escravidão no Brasil.

“Infelizmente, não há prioridade na proteção da criança e do adolescente no Brasil. O poder executivo, em todas as suas esferas, permanece insensível e ineficiente. O resultado é a mutilação da dignidade de meninos e meninas no Brasil”, comentou Varandas.

Números

O Brasil tem mais de 2,4 milhões de crianças e adolescentes, de 5 a 17 anos, trabalhando, segundo o IBGE (Pnad 2016). Desses, pelo menos 60 mil na Paraíba. Eles trabalham na agricultura, pecuária, em comércio, domicílios, nas ruas, construção civil, entre outros setores.


MaisPB

Comente aqui com o Facebook: