Últimas Notícias

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Justiça bloqueia 36 propriedades em nome de Neymar

A Justiça bloqueou bens e propriedades do atacante Neymar, que luta contra um processo de sonegação fiscal em seu nome. A Folha de S. Paulo fez um levantamento e constatou que 36 bens em nome do jogador ou de suas empresas foram bloqueados. Tais bloqueios não impedem o uso das propriedades, mas sim de possíveis negociações.

Entre os bens bloqueados estão duas mansões compradas em Guarujá, próximas a Santos-SP, que foram construídas juntas e somam 3.000m², atualmente avaliadas em R$ 14 milhões.
Outro imóvel bloqueado é um apartamento próximo ao Parque Ibirapuera, em São Paulo-SP, avaliado em R$ 15 milhões. Ao todo, são 36 propriedades espalhadas em algumas cidades do país.

A Receita Federal investiga possível sonegação fiscal em sua transferência do Santos para o Barcelona-ESP, em 2011. Segundo o órgão, Neymar deixou de declarar pouco mais de R$ 63 milhões entre 2011 e 2013, dinheiro oriundo dessa transação.

Como o valor da transferência foi pago de maneira parcelada para uma empresa no nome do pai de Neymar, o imposto sobre esse valor foi menor, de 17,5%, contra os 27,5% que deveriam ser pagos caso a quantia fosse depositada diretamente ao jogador. Segundo a Receita, o pagamento do clube espanhol deveria ser feito diretamente ao atacante.


MaisPB

Comente aqui com o Facebook: