Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Bolsonaro conversa com Renan ao telefone e fala em reunião a partir de 4ª

O presidente Jair Bolsonaro conversou ao telefone com o senador Renan Calheiros (MDB-AL) nesta 5ª feira (31.jan.2019). Os 2 marcaram de conversar pessoalmente quando Bolsonaro retornar a Brasília.

Na ligação, o presidente sugeriu que a reunião pode ser a partir da próxima 4ª feira (6.fev). A previsão de alta do militar, no entanto, é de pelo menos 10 dias contados a partir da data da cirurgia, realizada na 2ª (28.jan) –ou seja, a partir de 5ª feira (7.fev).


Esse contato telefônico entre Bolsonaro e Renan enseja 1 possível armistício entre o governo federal e o senador alagoano, que concorre com chances de vencer a eleição para presidente da Casa nesta 6ª (1º.fev).

O filho mais velho do presidente, o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), declarou em 3 de dezembro de 2018 que não gostaria de ver Renan eleito. Disse que o alagoano “não tem a menor condição”.

Quatro dias depois da entrevista à GloboNews, o próprio Flávio começou a ter problemas. O Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) identificou movimentações bancárias atípicas de seu ex-assessor e ex-motorista Fabrício Queiroz. E dado 1 cheque de R$ 24.000 para a hoje primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Em 18 de janeiro, o Jornal Nacional noticiou que outro relatório do Coaf aponta movimentações suspeitas do senador eleito. Foram 48 depósitos de R$ 2.000 num período de 5 dias. Um dos políticos de expressão nacional que veio em sua defesa foi Renan Calheiros.

LIGAÇÕES PARA TODOS OS CANDIDATOS
Em seu perfil no Twitter, Bolsonaro escreveu que a ligação foi 1 ato diplomático. Afirmou ter ligado para todos os candidatos.

“Nesta 5ª feira, véspera das eleições para presidência do Senado, procuramos diplomaticamente fazer contato com os candidatos desejando-lhes boa sorte. O eleito será importantíssimo para a democracia e o futuro do Brasil”, afirmou.

Além de Renan Calheiros (MDB-AL), anunciaram candidaturas:

Fernando Collor (Pros-AL)
Major Olimpio (PSL-SP)
Espiridião Amin (PP-SC)
Tasso Jereissati (PSDB-CE)
Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Alvaro Dias (Podemos-PR)
Angelo Coronel (PSD-BA)
Reguffe (sem partido-DF).

“A ligação do presidente durou cerca de 1 minuto. Ele me disse que estava telefonando para todos os candidatos e desejando boa sorte. Ele falou algo como ‘que a vondade da maioria dos senadores prevaleça’. Foi só isso, muito simples”, disse Alcolumbre ao Poder360.

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política.


Poder360

Comente aqui com o Facebook: