Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Adolescente é suspeita de matar jovem asfixiada para 'chamar atenção', diz delegada na Paraíba

Uma adolescente de 17 anos foi apreendida na noite desta segunda-feira (22) suspeita de matar outra adolescente em uma casa de recuperação para dependentes químicos em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. De acordo com a delegada de homicídios Suelane Guimarães, a vítima foi asfixiada com uma toalha.

O caso aconteceu na casa de recuperação localizada na rua Arquilino de Souza Guimarães, no bairro Jardim Tavares.
Segundo a delegada Suelane Guimarães, a vítima estava dormindo quando foi atacada pela outra adolescente. Ao encontrar o corpo da vítima, o coordenador da casa acionou a polícia ao local.

Em depoimento à delegada na manhã desta terça-feira (23), na Central de Polícia Civil de Campina Grande, a adolescente de 17 anos disse que matou a vítima sem motivo algum, apenas para chamar atenção e detalhou o que fez com frieza. Ela será encaminhada para internação provisória, em João Pessoa.

"Ela disse que precisava chamar atenção. Ela já tinha tentado outras coisas, mas não tinha tido efeito. Disse também que se dava muito bem com a vítima e que podia ter feito isso com qualquer outra pessoa", completou a delegada. 

A delegada informou ainda que a adolescente de 17 anos teria sido transferida do município de Bayeux, na Grande João Pessoa, a pedido do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Ainda segundo ela, a jovem se envolveu com drogas muito cedo.

A vítima, de 16 anos, era da cidade de Gravatá, no Pernambuco. Ela foi encaminhada para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande - que espera a chegada da família para a liberação do corpo.



Da Redação G1

Comente aqui com o Facebook: