Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Hospital do Bem registra primeira internação com paciente de São Mamede

A primeira internação do Hospital do Bem, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos, aconteceu no mesmo dia em que o Hospital começou os atendimentos à população. 

A técnica de enfermagem aposentada, moradora da cidade de São Mamede, Marli Alves da Silva, de 66 anos, teve a indicação de internação após consulta no ambulatório da unidade com a oncologista Nayarah Castro. A consulta aconteceu por volta das 11h e, logo em seguida, foi providenciada a internação da paciente na Enfermaria Clínica, no primeiro andar do hospital. Ela está acompanhada de sua filha, Ianara Cabral.


A paciente que tem diagnóstico de câncer de endométrio ia ser operada no hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, mas por causa de uma grave anemia não pôde realizar o procedimento. Com o início dos serviços do Hospital do Bem, a Sra. Marli vai poder realizar os procedimentos mais perto de casa. “Essas viagens para João Pessoa eram muito cansativas, de forma que poder me tratar aqui é muito melhor, além da estrutura do hospital e da equipe que me acolheu tão bem. Isso, com certeza, é um grande  alívio”, disse a aposentada.

A enfermeira chefe do plantão, Daniele Almeida, explicou que como a conduta da paciente é cirúrgica, nesta quinta-feira (6) mesmo ela já foi avaliada pelo cirurgião oncológico, Wostenildo Crispim, que solicitou uma série de exames pré-operatórios, a exemplo de hemograma, coagulação, ureia, creatinina, além de uma avaliação ginecológica. “Somente após os exames e avaliação clínica da paciente será definida a data da cirurgia”, explica Dr. Wostenildo.

O Hospital do Bem atende casos de câncer de próstata, mama, colo de útero e pele, ofertando serviços ambulatoriais, quimioterapia e cirurgia, além de diversos exames de ultrassonografia com Doppler; tomografia; endoscopia; eletrocardiograma; exames laboratoriais e Raio X. Os exames de ressonância magnética e cintilografia óssea serão terceirizados, mas custeados de forma partilhada pelas Secretarias de Saúde Municipal e Estadual de Saúde.



Assessoria

Comente aqui com o Facebook: