Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Afastado do mandato, prefeito tucano é acusado de 'pedalada' criminosa

Além de ser alvo da Operação Cidade Luz, desencadeada pelo Ministério Público, Gaeco e Polícia Federal, o prefeito afastado do município de Patos, Dinaldinho Wanderley, do PSDB, virou alvo de mais denúncias nesta terça-feira (25).

Em uma entrevista coletiva, realziada hoje, pelo prefeito interino da cidade, Bonifácio Rocha, do PPS, foi apresentado um demostrativo com os credores (fornecedores) da Prefeitura, a qual enfrenta uma situação financeira verdadeiramente difícil.

No mês de julho, segundo Rocha, o prefeito afastado Dinaldo Medeiros Wanderley Filho usou R$ 4 milhões de reais da saúde para completar a folha de pagamento do funcionalismo municipal.
Segundo ele, esse tipo de manipulação representa uma pedalada criminosa que o tucano terá que responder.

“Como é que se pagava a folha? Nós descobrimos algumas maneiras de se pagar a folha, anteriormente. Dando pedaladas, eu diria até criminosas, tirando dinheiro da saúde. Isso a gente quer que a cidade de Patos saiba”, declarou Bonifácio.

Ainda segundo Bonifáciol, a folha de pagamento da prefeitura de Patos, ultrapassa os R$ 12 milhões de reais e os restos a pagar, deixados pela gestão tucana, chegam perto dos R$ 50 milhões de reais.

Os gráficos da receita e da despesa foram apresentados. Bonifácio quis esclarecer tudo para a imprensa a fim de que a sociedade ficasse a par de como se encontra a administração.


Redação

Comente aqui com o Facebook: