Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quarta-feira, 20 de junho de 2018

INSS: saiba quando é possível pedir a aposentadoria por idade

Com o desemprego alto, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) número de pessoas sem carteira registrada atinge 13,4 milhões de trabalhadores, praticamente um quarto da população, muitos deixam de pagar as contribuições para a aposentadoria.

Em alguns casos, vale a pena considerar pedir a aposentadoria por idade.
Segundo o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), a aposentadoria por idade é um benefício devido ao trabalhador que comprovar o mínimo de 180 meses de trabalho — 15 anos de contribuição —  além da idade mínima de 65 anos para os homens, ou 60 anos, mulheres. No caso da aposentadoria rural, a idade mínima é reduzida em cinco anos.
Para o advogado especialista em direito previdenciário João Badari, a primeira coisa que o contribuinte deve fazer é procurar uma agência do INSS e pedir o CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais). “Neste relatório, a pessoa consegue ver todos os vínculos trabalhistas, tempo de contribuição e checar se está tudo correto”. A partir daí vale fazer um planejamento para a aposentadoria.
“No caso de uma pessoa que perdeu o emprego, mas contribuiu os 180 meses e está perto de completar a idade, que é o requisito máximo, vale a pena contribuir, mesmo que seja de forma fracionada para não perder a qualidade de segurado e pedir a aposentadoria”, explica a advogada especialista em direito previdenciário Adriane Bramante.
“É preciso levar em consideração a dificuldade para voltar ao mercado de trabalho, se a contagem do tempo estiver correta, vale a pena pedir a aposentadoria porque a cada ano a mais de trabalho o valor aumenta em apenas 1%”, avalia Adriane.
Solicitar a aposentadoria por idade é simples. Basta acessar o site do INSS e fazer o requerimento. Em caso de dúvida, basta ligar no número 135.
É muito importante fazer o cálculo do tempo. “Algumas pessoas com medo das mudanças da Reforma Trabalhista entraram com pedido de aposentadoria e vão receber o benefício menor do que poderiam receber”, pondera Badari.
Na medida do possível, a dica é estar em dia com o carnê do INSS e quanto mais cedo começar a contribuir, melhor. “A tendência é que aumente o tempo de contribuição, então, a partir dos 16 anos já é possível planejar a aposentadoria”, diz Badari.
Adriane  considera que os mais novos devem contribuir como uma segurança. “Os jovens devem ter em mente que o INSS funciona também como um seguro, caso tenha algum problema de saúde ou sofra um acidente é um recurso a ser considerado.”

Por Karla Dunder, do R7

Comente aqui com o Facebook: