Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Wilson Filho nega acusações e diz que vai provar inocência

O deputado federal, Wilson Filho (PTB-PB) contestou, através de nota encaminhada à imprensa, que tenha participação com qualquer esquema para concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho. 

O parlamentar garantiu não ter nenhum tipo de indicação política para cargos na Secretaria de Registro Sindical, e está tranquilo quanto às investigações realizadas pela Polícia Federal, na manhã desta quarta-feira (30).

Na nota, o deputado lembrou ter ocupado a liderança do PTB na Câmara, no período de licença do titular, o deputado Jovair Arantes.
Nesse período, segundo ele, como função típica da liderança, encaminhou demandas dos parlamentares para os ministérios. “Nada se caracteriza como atividade irregular ou ilícita. Tudo previsto no regimento da Casa e dentro das atribuições do cargo que ocupei temporariamente”, esclareceu.

O parlamentar garantiu ainda apoiar as investigações e disse estar à disposição das autoridades competentes para prestar qualquer tipo de esclarecimento sobre o caso. “Tenho plena confiança nos órgãos de investigação e na Justiça na condução desse caso e que, ao final das apurações, minha inocência será comprovada, com a punição dos verdadeiros culpados”, arrematou.

Confira a nota, na íntegra:

NOTA

O deputado federal Wilson Filho contestou que tenha participação com qualquer esquema para concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Ele disse que não tem nenhum tipo de indicação política para cargos na secretaria de Registro Sindical, no referido Ministério e que está tranquilo quando às investigações realizadas pela Polícia Federal, na manhã desta quarta-feira (30).

Wilson Filho ocupou a liderança do PTB na Câmara, no período de licença do titular, o deputado Jovair Arantes. Nesse período, como função típica da liderança, encaminhou demandas dos parlamentares para os Ministérios. Ele ressalta que nada que se caracterize como atividade irregular ou ilícita. Tudo previsto no regimento da Casa e dentro das atribuições do cargo que ocupava temporariamente.

O parlamentar ressaltou que apóia as investigações e que está à disposição das autoridades competentes para prestar qualquer tipo de esclarecimento sobre o caso. Ele frisou ainda que tem plena confiança nos órgãos de investigação e na Justiça na condução desse caso e que, ao final das apurações, sua inocência será comprovada, com a punição dos verdadeiros culpados.


Assessoria

Comente aqui com o Facebook: