Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quinta-feira, 10 de maio de 2018

TCE-PB reprova contas de cinco prefeituras e gestores devem devolver R$ 2,3 milhões

Dois prefeitos e três ex-prefeitos da Paraíba tiveram as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), nesta quarta-feira (9). O TCE emitiu um parecer contrário à aprovação das contas de 2013 do prefeito de São Miguel de Taipu e das contas de 2013 e 2014 do prefeito de Cruz do Espírito Santo.

O Tribunal de Contas impôs um débito de R$ 1,5 milhão ao prefeito da cidade de São Miguel de Taipu, Clodoaldo Beltrão Bezerra de Melo, por disponibilidade financeira não comprovada, gastos excessivos com obra pública e aplicações insuficientes em educação e saúde.
O prefeito ainda pode recorrer da decisão. Em sua defesa, o prefeito atribuiu os problemas ao desleixo de assessoria já punido com a demissão do antigo contador.

Já o então prefeito de Cruz do Espírito Santo, Pedro Gomes Pereira, teve a reprovação das contas de 2013 e 2014 mantidas pelo TCE. O mesmo aconteceu com as contas de 2010 do ex-prefeito de Cajazeiras, no Sertão paraibano, Leonid de Souza, com um débito de mais de R$ 143 mil por conta de despesas não comprovadas com serviços de consultoria.

O ex-prefeito de Cacimba de Dentro, Edmilson Gomes, também teve as contas de 2014 da prefeitura reprovadas. O TCE impôs um débito de mais R$ 713 mil por despesas sem comprovação documental, de acordo com o voto do relator Nominando Diniz. A defesa do ex-prefeito vai recorrer da decisão.

Além disso, o recolhimento insuficiente de contribuições previdenciárias acarretou a desaprovação do TCE, por maioria, às contas de 2015 apresentadas pelo ex-prefeito de Dona Inês, Antonio Justino de Araújo Neto, no entanto, ainda cabe recurso.

Aprovação de contas
Ainda na quarta-feira (9) houve aprovação às contas de 2016 do ex-prefeito de Olivedos Grigório de Almeida Souto e da ex-prefeita de Pilões, Adriana Aparecida Souza de Andrade, exercício de 2014.

Foram aprovadas contas das Câmaras Municipais de Riachão do Poço, Coxixola, Areia de Baraúnas, Boa Ventura, Passagem, Lagoa Seca, Mamanguape, Salgadinho, São José do Sabugi, Juripiranga, Poço Dantas e Bom Jesus, todas do exercício de 2017.

Também, as do exercício de 2016 das Câmaras de Araçagi, São João do Tigre, Gurinhém e Alcantil. A Câmara do Congo teve aprovadas as contas de 2016 e 2017. 



Da Redação com G1

Comente aqui com o Facebook: