Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

sábado, 26 de maio de 2018

Metade das empresas de ônibus para de operar na rodoviária da Capital paraibana

A Socicam, empresa responsável pela administração dos Terminais Rodoviários da Paraíba, informou nesta sexta-feira (25) que o protesto nacional de caminhoneiros já afeta o abastecimento dos ônibus do sistema e impede o deslocamento deles por causa das rodovias bloqueadas. Desde segunda-feira (21), os caminhoneiros pararam as atividades contra a alta no preço do diesel.

Segundo o gerente de núcleo da Socicam, Reinaldo Brasil, em João Pessoa, das 16 empresas de ônibus que atuam no terminal, seis suspenderam as atividades por causa dos protestos, duas operam em 50% dos horários e apenas oito funcionam normalmente.

A Socicam ainda informou que o bloqueio montado em rodovias impede a renovação dos estoques das empresas e pode fazer com que 100% delas suspendam as atividades até este sábado (26).

Em Campina Grande, a situação é idêntica a de João Pessoa. De acordo com Reinaldo, o movimento de ambos os terminais está fraco. “A situação de Campina Grande é praticamente a mesma de João Pessoa. Lá também tem empresas sem funcionar e o movimento está fraquíssimo, até porque as pessoas estão sem ter como se deslocarem ao local”, informou.

A manifestação tem ocasionado reflexos em diversos setores e serviços que utilizam as rodovias para o transporte de produtos. Além do desabastecimento de alguns produtos nos supermercados, o protesto diminuiu a frota de ônibus na Capital, além de instituições suspenderem aula por causa da falta dos combustíveis.

Passagens

Desde essa quarta-feira (23) que empresas de ônibus de transporte estadual e interestadual cancelam a venda de passagens por conta dos protestos. Das seis empresas procuradas pela a reportagem, a Viação Nordeste, a Rio Tinto e a Real Bus estavam com venda de passagens canceladas.

“Vendemos passagens até as 11h30, mas depois disso cancelamos porque muitos ônibus não estão conseguindo chegar até o terminal ou as cidades destino. Só vamos voltar ao normal quando as rodovias forem liberadas”, informou a Viação Nordeste.

“Informamos aos nossos clientes que devido à paralisação dos caminhoneiros fechando as BRs e PBs, a nossa empresa está suspendendo seus horários até que a paralisação se normalize”, postou no Facebook a empresa Rio Tinto.

“Suspendemos a vendas das passagens e estamos aguardando a liberação das rodovias. A procura também segue muito baixa. Vamos voltar a vender quando a situação se normalizar”, disse a Real Bus.



Por Isis Vilarim

Comente aqui com o Facebook: