Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

sábado, 14 de abril de 2018

Pelo menos dez açudes sangram no Sertão e Agreste da Paraíba após fortes chuvas

O número de açudes sangrando na Paraíba subiu para 10 nesta quarta-feira (11), depois das chuvas registradas nas últimas semanas sobre as regiões do estado. 

A quantidade de mananciais transbordando é oito vezes maior comparado ao período de janeiro deste ano, quando apenas dois açudes estavam com 100% do volume de água; Olho D’água, em Mari e São José II, na cidade de Monteiro, esse último em questão da transposição das águas do Rio São Francisco.


Os açudes que estão sangrando são: Araçagi, na cidade de Araçagi; Bom Jesus, em Carrapateira; Cachoeira da Vaca, em Cachoeira dos Índios; Cafundó, em Serra Grande; Manoel Marcionilo, em Taperoá; Olho D’água, em Mari; São José I, em São José de Piranhas; São José II, na cidade de Monteiro; Piancó; Vazante e Pimenta que têm mais de 600 mil metros cúbicos de água acumulada. A água segue o afluente com passando pelo município de Aguiar com deságue em Coremas. Os dados são do relatório de monitoramento hídrico da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa).

Recarga hídrica
O açude Epitácio Pessoa, mais conhecido como Boqueirão, deve atingir nas próximas horas o volume de 100 milhões de metros cúbicos de água. Segundo a Aesa, o manancial acumula nesta quarta-feira o número de 99.949.170,08 milhões de cúbicos de água, o equivalente a 24,28%.

Na região do Sertão, o açude Coremas atingiu 81.433.825,44 milhões de metros cúbicos de água, pouco mais de 13% de toda capacidade hídrica. O manancial em janeiro deste ano chegou ao nível 3,97%, acumulando menos de 24 milhões de metros cúbicos de água.

O volume de água do açude Engenheiro Ávidos, localizado em Cajazeiras, também na região do Sertão, quase que dobrou no período das últimas duas semanas. No dia 5 de abril, o manancial acumulava pouco mais de 22 milhões de metros cúbicos de água, cerca de 8% de sua capacidade. Nesta quarta-feira, o açude ultrapassou o índice de 16% da capacidade hídrica total, acumulando mais de 42 milhões de metros cúbicos de água.

A barragem da Farinha no município de Patos ultrapassou o volume de 11 milhões de metros cúbicos de água, o equivalente a 43% de toda capacidade. O reservatório acumulava em fevereiro deste ano menos de 1% de sua condição hídrica, pouco mais de 130 mil metros cúbicos de água.

Situação crítica
Apesar das chuvas registradas desde o início de janeiro na Paraíba, 73 reservatórios dos 127 monitorados pela Aesa estão com menos de 20% da capacidade hídrica total. Destes, sete estão com 0% do volume de água. Outros 44 açudes estão com o índice hídrico acima de 20%.

Alerta para mais chuvas
A previsão do tempo para Paraíba divulgada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) nesta quarta-feira indica condições meteorológicas favoráveis à ocorrência de chuvas com ‘perigo potencial’, entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia, podendo acompanhar descargas elétricas e rajadas de vento em áreas isoladas até às 23h59 do dia 12 de abril. As informações são do Jornal da Paraíba.



Assessoria

Comente aqui com o Facebook: