Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quinta-feira, 5 de abril de 2018

MP vai apurar ilegalidade da criação de guarda para ex-governadores

Policiais militares da Paraíba acionam o Ministério Público Estadual nesta quinta-feira (5) para impedir o cumprimento da lei sancionada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) que prevê a instituição de uma guarda particular para fazer a segurança de ex-gestores estaduais. 

A informação  é do presidente do Clube dos Oficiais da Paraíba, coronel Francisco de Assis, que avaliou a lei como “imoral”.

De acordo com o coronel, a reclamação ao MPPB será feita ainda no turno da manhã. “Vamos pedir a ilegalidade dessa lei.
Essa é uma lei pessoal, a impessoalidade dela não existe, é uma lei dirigida para aquela pessoa [o governador], então isso fere a Constituição. Essa lei é imoral”, justificou.

Francisco de Assis também falou que a medida de Ricardo Coutinho não tem precedentes e reforçou a insatisfação popular quanto ao assunto.

“O governo disse que em outros estados já existe guarda particular para ex-governadores, mas o próprio vice-presidente da Federação Nacional de Entidades de Oficiais desconhece essa informação. O que se sabe é que João Dória, prefeito de São Paulo, tentou implantar algo semelhante, mas ele recuou. A sociedade não aceita. O cidadão já clama por segurança, vivemos em tempos de muita violência, então a população não aceita ficar pagando guarda para ex-governador”, completou.

Ainda nesta quinta, durante a tarde, deve haver uma reunião entre policiais militares no Clube dos Oficiais, em Manaíra, na Capital, para discutir o assunto e informar detalhes sobre a ação movida junto ao Ministério Público.



Por Amanda Gabriel

Comente aqui com o Facebook: