Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

sexta-feira, 23 de março de 2018

Equipes do SAMU de Patos e Conceição lutam pela vida do pequeno Enzo Gabriel

A jovem Camila Xavier da Conceição, 20 anos, residente em Conceição (PB), deu à luz ao seu primeiro filho na madrugada desta sexta-feira, dia 23, por volta das 01h30, na maternidade da referida cidade. O pequeno Enzo Gabriel apresentou complicações de saúde e teve uma parada cardíaca sendo socorrido pelas equipes da maternidade, porém, logo se verificou a necessidade de uma transferência com urgência para João Pessoa.

De acordo com o relato da enfermeira Sâmera Lacerda, a direção da Maternidade de Conceição entrou em contato com a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) da cidade para que fosse viabilizada a transferência do pequeno recém-nascido. 

Como a ambulância da cidade de Conceição estava em Patos em outra ocorrência, foi solicitada a ambulância de Itaporanga, porém, o médico teria se negado a atender ao caso.


Após a negativa do médico do SAMU de Itaporanga, a equipe do SAMU de Conceição, composta por médica, enfermeira e o condutor, teve que retornar à cidade de origem, abastecer a viatura e depois seguir com o recém-nascido para João Pessoa. Sâmera disse que a demora na transferência agravou ainda mais o quadro de saúde do pequeno Enzo Gabriel. A enfermeira relatou indignada o fato do médico ter negado a ambulância, pois só nas primeiras horas do amanhecer do dia desta sexta-feira se começou a agilizar a transferência.

Por volta das 11h00, o recém-nascido já dentro da ambulância teve o seu quadro agravado e a equipe pediu apoio na base do SAMU/Patos. Em poucos minutos, médicos, enfermeiros, condutores, coordenação do órgão e funcionários se compadeceram do caso e teve início uma verdadeira maratona para estabilizar o estado de saúde do pequeno Enzo Gabriel. A situação foi contornada após as intervenções das equipes e o suporte necessário para a viagem que foi garantida e se seguiu para João Pessoa.

A enfermeira Sâmera Lacerda agradeceu a solidariedade das equipes de Patos e lamentou o fato da falta de apoio do SAMU de Itaporanga. A enfermeira registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, pois considerou a negativa do médico um caso de omissão de socorro.

A redação do Patosonline.com fez contato com a coordenação do SAMU/Itaporanga. A coordenadora Jéssica Luana disse que a omissão não existiu. Ela relatou que houve um contato com o médico acusado de omissão, porém, este disse que não ficou esclarecida a natureza do caso da necessidade da transferência do recém-nascido, mas sim se percebeu que o médico que deveria estar na base do SAMU/Conceição estava de sobreaviso e por isso a equipe do SAMU/Conceição queria que a equipe fosse de Itaporanga, no entanto, o médico verificou que a ocorrência podia ser feita por Conceição.



Da Redação com Jozivan Antero do Patosonline

Comente aqui com o Facebook: