Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Detran fecha o ano de 2017 com saldo positivo e destaque em ações para diminuir acidentes

O Departamento Estadual de Trânsito na Paraíba (Detran-PB) tem intensificado a vistoria nas vias públicas durante o final de ano com o intuito de inibir a combinação de álcool e direção. Em balanço de fim de ano divulgado pelo Detran, o órgão ressaltou suas ações para diminuir o número de acidentes e mortes no trânsito em todo o estado.

Com as festividades, a chegada do verão e das férias, a recente mudança na Lei Seca a torna mais rígida para motoristas que combinam bebida alcoólica e direção. O Brasil adotou a tolerância zero.
O Projeto de Lei 5568/13 que agora segue para sanção do Presidente Michel Temer, prevê pena de cinco a oito anos de reclusão para motorista embriagado que causar morte no trânsito.

Na Paraíba, as fiscalizações do Detran-PB, contam com a parceria da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), que realiza também a promoção de trabalhos educativos durante as blitzes, em colaboração com a Divisão de Educação de Trânsito do Detran-PB, voltados para a conscientização das pessoas no tocante à importância de se cumprir as leis de trânsito.

Dentro dessa perspectiva, o Detran concedeu 75 talonários eletrônicos para o BPTran. Os equipamentos utilizados para lavrar as infrações de trânsito, de forma mais rápida e segura, serão somados aos 187 entregues no ano passado, com o objetivo de reforçar a fiscalização em todo o estado, especialmente durante a alta estação.

Outra importante iniciativa do Departamento Estadual de Trânsito, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEE) e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), é o curso de Formação Continuada em Educação para o Trânsito, com a finalidade de capacitar professores de educação básica da rede estadual de ensino, objetivando tornar ainda mais clara a complexidade da temática, de forma que a pauta principal seja a construção da cidadania. Para o Superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, com a oportunidade, os professores passam a ser multiplicadores na construção de valores, como o respeito ao próximo visando a proteção da vida e a paz no trânsito. “A capacitação oferecida simultaneamente nos polos de João Pessoa, Guarabira, Campina Grande, Monteiro, Patos e Catolé do Rocha, ao longo de três meses, contempla conteúdos e aspectos que contribuem na construção da cidadania e direitos humanos. Essa é a nossa principal arma para a diminuição de mortes decorrentes de acidentes no trânsito.”

Para finalizar o ano, a Superintendência do Detran-PB promoveu um encontro para avaliação do desempenho em 2017 e perspectivas para 2018. No balanço, o destaque ficou para a redução de quase 80% no número de denúncias contra o órgão junto à Ouvidoria, que resultou diretamente na melhoria do atendimento aos usuários, que neste ano contabilizou mais de meio milhão de pessoas. Entre as dezenas de metas, será prioritário alcançar a excelência no atendimento ao público, por meio da promoção de cursos de capacitação e aumento no número de servidores. “Não por acaso, com uma linha de ação administrativa dinâmica, séria e voltada para o pleno interesse público, o Estado da Paraíba alcançou posição privilegiada no ranking nacional de competitividade, além de ocupar o 1º lugar na Região Nordeste”, enfatizou Agamenon Vieira, acrescentando que a estrutura do Detran-PB comporta 26 Ciretrans e 28 Postos de Trânsito. “A Paraíba caminha no rumo certo. Vivemos um benéfico momento caracterizado pelo avanço e implementação de políticas públicas substanciais para a valorização do indivíduo, fruto de uma gestão que desenvolve o trabalho com responsabilidade e compromisso”, acrescentou.

Nessa última semana de 2017, o Superintendente do Detran viaja para as cidades de Cajazeiras, Sousa e Patos, a fim de participar das respectivas inaugurações dos exames online e provas teóricas nas Ciretrans desses municípios. “A mudança dará maior agilidade e segurança nas provas prestadas pelos alunos das Autoescolas (CFCs), além, fundamentalmente, da economia devido à redução de diárias e combustível decorrentes do deslocamento de examinadores que saiam de João Pessoa em direção a essas cidades”, finalizou.



Assessoria

Comente aqui com o Facebook: