Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Ricardo Coutinho sugere abertura de gastos dos poderes para a sociedade

O governador Ricardo Coutinho defendeu em entrevista na manhã desta sexta-feira (10) que a sociedade paraibana possa debater e decidir sobre as previsões de orçamento de cada um dos poderes estaduais. 

“Eu penso que esse debate deve ser amplo, claro, aberto para a sociedade, porque afinal é o dinheiro da sociedade que está em jogo”, afirmou Ricardo.

Nesta semana o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) determinou a suspensão da tramitação do orçamento referente ao exercício de 2018 na Assembleia Legislativa da Paraíba.
Tanto o Governo do Estado quanto a Assembleia Legislativa protocolaram recursos no supremo Tribunal Federal (STF). “Porque nós entendemos que a paralisação de um rito legislativo dentro da maior normalidade não deveria ser feita”, considerou o governador da Paraíba.

Além da interrupção do andamento da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018, Ricardo destacou que “não posso entender como normal também que nenhum poder encaminhe proposta orçamentária diretamente para o Poder Legislativo sem passar pelo Executivo”.

Em relação à afinidade entre os poderes, Ricardo Coutinho acredita que “há um desequilíbrio, evidentemente, mas eu torço, trabalho para que o equilíbrio retorne para que todos possam cumprir a suas funções constitucionais”.

Ricardo ainda lembrou que a crise econômica demanda esforços de todos os poderes envolvidos no orçamento do Estado. Além disso, o governador destaca que é necessário compreender o esforço que está sendo feito pelo estado para manter o equilíbrio financeiro. “Com exceção da Assembleia, todos os demais poderes tiveram aumento nos seus duodécimos, em alguns anos, aumento enorme, em alguns anos de crise, um aumento menor, porém um aumento”, revelou Ricardo Coutinho, acrescentando ainda que “só o executivo que teve diminuição de receita e a Assembleia Legislativa, ou seja, nós estamos fazendo nossa parte”.


Clickpb

Comente aqui com o Facebook: