Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

NO SERTÃO: Mãe de menina com doença rara tratada emociona internautas; “Restava 1 mês de vida”

O depoimento da agricultora Maria do Socorro Braga Lira, sobre sua filha Francisca Paula Braga de Lira, 13 anos, acometida de uma doença rara neurodegenerativa vem emocionando nas redes sociais.

A mulher relevou que sua filha foi diagnosticada com a doença em um hospital do Ceará, onde o médico lhe deu apenas um mês de vida. Depois desse diagnóstico, a mãe levou Paulinha como é mais conhecida ao Hospital Universitário Júlio Bandeira, em Cajazeiras, onde vem sendo cuidada desde 2008.


O diagnóstico do médico cearense ocorreu quando Paulinha tinha 7 anos de vida. “Já faz seis anos. Mas esses seis anos de vida foram dados a Paulinha pelo HUJB”, disse Dona Maria

Leia o depoimento da mãe de Paulinha

Minha filha se chama Francisca Paula Braga de Lira e tem 13 anos. Desde agosto deste ano, está internada no Hospital Universitário Júlio Bandeira, em Cajazeiras. Ela foi diagnosticada com uma rara doença neurodegenerativa que a vem debilitando com o passar dos anos. Hoje, Paulinha, como é carinhosamente chamada por todos os colaboradores do HUJB, não anda, não fala, não enxerga, alimenta-se por sonda, mas parece entender tudo o que se passa ao seu redor.

Em 2011, eu a levei à Rede Sarah, em Fortaleza, e o médico deu a sentença: minha filha viveria apenas mais um mês. Já faz seis anos. Mas esses seis anos de vida foram dados a Paulinha pelo HUJB. Retornei do Sarah e, desde então, minha filha tem sido acompanhada pelos competentes profissionais do Hospital Júlio Bandeira e eu só tenho elogios para todos daqui, desde os médicos até o pessoal da recepção, da limpeza e da cozinha. A gente sente na pele o amor e a dedicação que eles têm pelo trabalho.

Eles me dão apoio, força, coragem e carinho. O HUJB é minha família. A assistência que a gente tem aqui não encontro em nenhum outro hospital, por isso que eu prefiro trazê-la sempre para o HUJB. Eu passo mais tempo aqui do que na minha casa com a minha família. No ano passado, nós passamos três meses seguidos no hospital.

Desde 2008, Paulinha recebe tratamento no HUJB. As melhorias na unidade são notáveis, tanto na infraestrutura quanto no corpo de profissionais. Eu não sei nem onde era a recepção antiga, pois está tudo reformado. Hoje a comida parece de restaurante, as enfermarias são excelentes e o atendimento que minha filha recebe é de primeira qualidade. Digo mais uma vez que, hoje, o HUJB é minha casa e minha família.

HUJB

Desde dezembro de 2015, o HUJB-UFCG é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que administra 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes, incluindo as não filiadas à Ebserh.



Ebserh

Comente aqui com o Facebook: