Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Gestão de Berg Lima em Bayeux é marcada por irregularidades, aponta TCE

O primeiro semestre de gestão do prefeito Berg Lima (sem partido) à frente da prefeitura de Bayeux foi marcado por uma série de irregularidades. 
Auditória pública do Tribunal de Contas realizada no período de 10 a 28 de julho de 2017 aponta que a prefeitura de Bayeux não cumpriu a determinação de encaminhar ao TCE a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2018.
“Há problemas nas áreas de Saúde, Educação, Previdência e serviços”, informou o presidente do tribunal, conselheiro André Carlo Torres, a uma emissora de rádio da Capital .
O TCE também acusa a gestão de Berg Lima de ter adotado uma espécie de ‘fura fila’ na Prefeitura na realização dos pagamentos de valores inscritos em restos a pagar.
O documento indica também déficit na execução orçamentária no valor de R$ 3.393.960,13; excesso de contratação de pessoal sem aprovação prévia em concurso público; não recolhimentos dos valores devidos ao Instituto de Previdência do município, a título de obrigação patronal, no montante estimado de R$ 5.862.752,28.
O relator da matéria, conselheiro substituto Renato Sérgio, expediu alerta nesta segunda-feira (6) de responsabilização ao prefeito em exercício de Bayeux, Luiz Antônio de Miranda (PSDB) e secretários no sentido de que adotem medidas de prevenção ou correção.
O acompanhamento da gestão Municipal envolvendo o período de 01 de janeiro a 05 de julho de 2017 foi realizado pelo Tribunal de Contas da Paraíba devido ao afastamento e prisão em flagrante de Berg Lima extorquindo um fornecedor de ‘quentinhas’ à prefeitura.

Clickpb

Comente aqui com o Facebook: