Últimas Notícias
Hebergeur d'image

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Apartamento em área nobre de JP é alvo de operação contra tráfico internacional de drogas

Policiais federais cumprem mandado judicial em um apartamento no bairro Altiplano, área nobre de João Pessoa, nesta terça-feira (10). 

A atividade faz parte da Operação Contentor, que acontece em mais oito municípios do país e investiga uma organização criminosa suspeita de exportar drogas para o continente europeu. 

Segundo a Polícia Federal, o transporte dos entorpecentes era feito a partir de portos no estado de Santa Catarina.

Iniciada no fim do ano passado, a operação levou a Polícia Federal em Joinville/SC a cinco grandes apreensões de drogas, inclusive na Bélgica, totalizando cerca de 2 toneladas de cocaína.


As investigações apontaram que o entorpecente era adquirido na região de fronteira com a Bolívia e entrava no Brasil em pequenos aviões que pousavam no aeroclube de São Francisco do Sul/SC. De lá, era levado para chácaras onde era acondicionado em grandes bolsas para posterior inserção em contêineres que sairiam pelo Porto de Itapoá.

Além da capital paraibana, as ordens judiciais da Operação Contentor estão sendo cumpridas em Joinville/SC, São Francisco do Sul/SC, Itapoá/SC, Garuva/SC, Santos/SP, São Paulo/SP, Recife/PE e Rio de Janeiro/RJ.

Ainda nesta terça-feira, acontece a Operação Oceano Branco, que investiga o mesmo tipo de crime. Iniciada em março do ano passado, ela já apreendeu seis toneladas de cocaína em 12 ações, sendo seis no Brasil e seis no exterior (Bélgica, França e Espanha).

A Polícia Federal descobriu que três grupos criminosos vinham embarcando volumosas quantidades da droga através de contêineres que partiam do Complexo Portuário Itajaí-Navegantes, escondida em cargas de mercadorias como bobinas de aço, abacaxi em latas e blocos de granito. A atuação desses criminosos também foi vinculada a outros carregamentos interceptados por autoridades policiais na Itália, Dinamarca, Espanha, Arábia Saudita e Turquia, totalizando outras 2,5 toneladas da droga.

As atividades da Operação Oceano Branco acontecem em Itajaí/SC, Balneário Camboriú/SC, Navegantes/SC, Itapema/SC, Penha/SC, Tijucas/SC, Florianopolis/SC, São Francisco do Sul/SC, Joinville/SC e Imbé/RS.

Ao todo, nas duas operações, cerca de 450 policiais federais e 25 servidores da Receita cumprem 104 mandados de busca e apreensão, 45 mandados de prisão preventiva, 15 de prisão temporária, 12 conduções coercitivas e diversos sequestros de bens móveis e imóveis, além do bloqueio de contas bancárias. 



Portalcorreio

Comente aqui com o Facebook: