Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

domingo, 3 de setembro de 2017

Resultados da pesquisa No Sertão, família encontra no xadrez forma de se unir ainda mais

A cidade de Várzea, no Seridó do estado, está se revelando a capital do xadrez paraibano. E o segredo desse sucesso está em um laço familiar. Pelo segundo ano consecutivo, a enxadrista Sara Medeiros, de 13 anos, foi campeã estadual da modalidade. 

Entre uma disputa e outra, que rendeu o título e a vaga na etapa nacional dos Jogos Escolares, a habilidade de Sara revela uma ligação entre pai e filha, que hoje gera orgulho e muitas medalhas.


“Ela começou a aprender xadrez antes mesmo de andar”, é com essa frase que o pai Isaac Medeiros destaca o início da filha no esporte. Herança que passou de pai para filha. Aos 10 anos de idade, Isaac já havia despertado a paixão pelo xadrez. “Em Várzea, eu não conhecia ninguém que jogava. Tive muita curiosidade, ensinei para os amigos, e fiquei com isso na cabeça”, disse. O agora funcionário público até chegou a dar aula de xadrez em algumas escolas, como voluntário.

Mas o desejo de Isaac se concretizou mesmo após o nascimento das filhas. Na rotina da família, estão incluídas duas horas de treino diário, de domingo a domingo. Os bons resultados são perceptíveis. Se por um lado, a bicampeã estadual Sara coleciona conquistas, por outro, a irmã Yasmin, de 11 anos, é sua maior “concorrente”. No meio dessa disputa saudável, um pai orgulhoso. “O xadrez é uma desculpa para a gente estar junto. A gente usa os treinos, as competições, para manter essa ligação de pai e filha. É importante”, destaca Isaac.

O primeiro título estadual de Sara veio após a insistência do pai. Nas palavras de Isaac, a intenção era participar da disputa e, quem sabe, conseguir alguma medalha. As expectativas, no entanto, foram superadas. A enxadrista desbancou competidores até bem mais experientes e faturou seu primeiro título paraibano. No ano passado, na disputa da etapa nacional dos Jogos Escolares, Sara ficou em sétimo lugar. A presença no “top 10” do país motivou a família a intensificar os treinos.

No estadual desse ano, veio novamente o título e mais uma vaga para a etapa nacional. “É uma experiência muito legal. Não é fácil, porque todo mundo sempre está com o propósito de ganhar. O meu pai é muito importante nisso tudo, ele é um grande treinador”, afirmou Sara. O próximo desafio da competidora é em Curitiba/PR, na etapa nacional dos jogos escolares de 2017.



correiodaparaiba

Comente aqui com o Facebook: