Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

domingo, 10 de setembro de 2017

Jovem paraibana enfrenta furaçao Irma na Flórida; 800 mil casas estão sem energia

A jovem paraibana Gabriela Macedo, de 18 anos, está na Flórida, na região onde o olho do poderoso furacão Irma chegou neste domingo (10). Mais de 800 mil casas e escritórios estão sem energia elétrica. 

Em contato com a família que vive aqui na Paraíba, ela contou que a inundação já começa a chegar e as árvores estão sendo arrancadas. 

O contato de Gabriela com a família tem sido esporádico, já que sem energia e sem internet fica cada vez mais difícil dar notícias. Mas, ela agradeceu a força que todos têm dado neste período de dificuldade. “Obrigada pelas orações. Deus sabe todas as coisas”, disse.
Ilha caribenha de Saint Marteen sofre as consequências da passagem do Irma: prejuízos e oito mortes



Por volta de 9h (horário local, 10h de Brasília) 825.323 clientes das companhias fornecedoras de serviços de energia estavam sem eletricidade, o que equivale a 8% do total, segundo o Escritório de Gestão de Emergências da Flórida.
O condado mais afetado é Monroe, onde ficam as ilhotas e uma parte da costa do sudoeste, onde 76% dos lares não contam com fornecimento, no momento em que o Irma ainda impacta essa parte do estado com seus ventos máximos constantes de 215 quilômetros por hora.

Outro dos condados afetados é Miami-Dade, o mais povoado da Flórida, com quase meio milhão de imóveis a escuras, 42% do total.

Broward, onde se encontra Fort Lauderdale, e Madison, ao norte do estado, são outros dos condados mais atingidos pelos cortes de eletricidade.

Após deixar Cuba no sábado (9), o olho do furacão Irma, de categoria 4, alcançou hoje as ilhotas da Flórida com ventos que rondam 215 quilômetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA.

Irma, que deixou pelo menos 25 mortos e consideráveis danos materiais no Caribe, se encontra a 30 quilômetros ao leste-nordeste de Key West e se desloca a uma velocidade de 13 quilômetros por hora.

Meios de comunicação americanos informam que pelo menos três pessoas morreram na Flórida em consequência dos efeitos do Irma.



portalcorreio

Comente aqui com o Facebook: