Últimas Notícias

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Energisa corta energia e prefeitura usa gerador pra não ficar no escuro, no Sertão da Paraíba

A coisa não anda muito fácil para as bandas de Coremas, no Vale do Piancó. Sem conseguir negociar os débitos com o poder público municipal, a Energisa iniciou na última sexta-feira (25) o desligamento da energia elétrica nos prédios públicos. Ginásio, Secretaria de Educação e até a sede da Prefeitura Municipal. 

A solução encontrada pela prefeita Doutora Chaguinha (PSD) foi contratar uma unidade de geração de energia, abastecida com combustível fóssil. Depois de acusações de que a cidade vive um caos administrativo, ela divulgou vídeo na internet no qual rebate as acusações. “A cidade está crescendo a olhos nus”, disse.


A dívida da prefeitura com a Energisa não é exatamente uma novidade no município. O vereador oposicionista José Laedson (PMDB) admite que o problema existe desde 2005, mas assegura que ele chegou a ser contornado. “A gestão anterior renegociou com a empresa e vinha honrando com os compromissos. A prefeita atual deixou de pagar e agora vivemos essa situação”, alfinetou. 

A suspensão do abastecimento não atinge a iluminação pública. O blog entrou em contato com o responsável na Energisa pelas cobranças feitas à prefeitura. Ele, porém, disse que não estava autorizado a dar detalhes, mas confirmou o corte no fornecimento da energia.

No vídeo gravado, a prefeita alega que a cidade será contemplada com a instalação de uma empresa de energia solar na cidade. Ela diz que foi firmada uma parceria na qual a prefeitura se comprometeu a conceder desconto no Imposto Sobre Serviço (ISS) cobrado. 

Fala também de outros investimentos feitos na cidade, inclusive alguns em parceria com o governo do Estado. O blog tentou contato direto com a gestora, mas ninguém atende nos telefones da prefeitura. O tema foi discutido na Câmara Municipal em sessão ocorrida no último sábado (26). Houve troca de acusações e várias críticas à gestora.



Por Suetoni

Comente aqui com o Facebook: