Últimas Notícias

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Ricardo entrega duas novas adutoras no Vale do Piancó nesta sexta-feira e assinará Ordem de Serviço

A maratona de obras do Governo da Paraíba na área de infraestrutura continua e chega nesta sexta-feira (1) ao Sertão do Estado, onde o governador Ricardo Coutinho entrega duas novas adutoras que vão garantir a segurança hídrica para mais de 51 mil paraibanos, representando um investimento de R$ 16,5 milhões.

Ainda na solenidade, haverá entrega de filtros de barro e de Cartões Alimentação; será assinada a Ordem de Serviço do Aeródromo de Itaporanga; autorização para licitação da reforma e ampliação da Escola Estadual de Ensino Fundamental João Cavalcanti Sula, em Boa Ventura, e da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Presidente Kennedy, em Santana de Mangueira; e assinatura de contrato com Empreendedores de Itaporanga, Pedra Branca, Boa Ventura e Aguiar.

Adutoras – O município de Coremas passa a ser operado pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) e Itaporanga terá o abastecimento reforçado com a chegada de uma adutora emergencial.
As solenidades de entrega das obras serão realizadas às 10h30, no Ginásio de Esportes “O Madrugão, no Centro de Itaporanga; e depois às 15h, Av. Manoel Cavalcante, em frente ao Banco do Brasil, no Centro de Coremas.

A primeira obra a ser inaugurada é a Adutora Emergencial para reforço do sistema de abastecimento de água da cidade de Itaporanga. De acordo com o presidente da Cagepa, Hélio Cunha Lima, serão mais de 34 mil habitantes beneficiados. “A água será captada na barragem do Saco, no município de Nova Olinda, percorre mais de 30 quilômetros por uma adutora de água bruta, numa vazão de 225 metros cúbicos por hora, é tratada e levada para as torneiras da população de Itaporanga”, explicou. O investimento é de mais de R$ 13 milhões.

Saindo de Itaporanga, o governador Ricardo Coutinho segue para Coremas para entregar a implantação do sistema de abastecimento de água da cidade. São 17,5 mil paraibanos que terão água tratada e de qualidade. “Apesar de o município contar com um açude como o de Coremas, enfrentava problema d’água nas torneiras, já que a Cagepa não operava na cidade. A água não era tratada e isso, logicamente, deixava a população suscetível a doenças de veiculação hídrica. Por isso, é bom ressaltar que estamos levando mais que uma obra: estamos levando saúde e qualidade de vida para esse povo”, disse o presidente da Cagepa.

A obra conta com um sistema de captação flutuante instalado no Açude Coremas, uma adutora de água bruta de 300 metros, uma estação de tratamento com vazão de 136 metros cúbicos por hora e duas estações elevatórias de água tratada. O orçamento é de R$ 3,5 milhões, um investimento exclusivo do Tesouro Estadual.



Secom

Comente aqui com o Facebook: