Últimas Notícias
Hebergeur d'image

terça-feira, 18 de julho de 2017

Contratação de Organizações Sociais na Educação vai regularizar prestadores de serviço, diz Ricardo

O governador Ricardo Coutinho (PSB) rebateu, nesta segunda-feira (17), a acusação de opositores de que o Governo do Estado pretende a privatização na Educação, e disse que seu objetivo é qualificar a educação, por meio da contratação de uma Organização Social, para regularizar os prestadores de serviço da área de apoio e para atuar na manutenção predial das escolas. 

As declarações foram dadas no Programa Fala Governador, da rádio Tabajara. Ricardo explicou o que é o fomento ao serviço de apoio à educação proposto pelo Governo,
com ações positivas no nível de apoio à Educação, objetivando resolver o problema dos prestadores de serviço, herdado dos governos anteriores, há cerca de 30 anos, e que ainda atualmente não têm seus direitos garantidos, a exemplo da carteira assinada. “Não tem nada a ver com direção de escola, não tem nada a ver com professores, que é a atividade fim”, garantiu Ricardo.

Ricardo criticou o nível da oposição, que atua por meio de mentiras, e afirmou que o próprio Tribunal de Contas do Estado da Paraíba aponta ilegalidades na situação dos prestadores de serviço. “Esse pessoal parece que confirma na prática que não tem o que dizer do Governo, não tem nada que possa dizer que seja verdadeiro e que possa atingir o Governo”, disse Ricardo. “Eu, quanto assumi o Governo do Estado, eu tinha 36 mil pessoas nessa situação, foi essa a herança que eu herdei”, lembrou Ricardo.

Segundo o governador, não é salutar realizar concurso para a atividade de apoio, porque não é a atividade fim da educação, e porque a grande maioria que está trabalhando hoje perderia espaço se fosse realizado concurso público. “Eu quero dar o direito aos trabalhadores de apoio da educação, contratados hoje como prestadores de serviço, que são ilegais, de se regularizar, de ter uma carteira de trabalho, de ter seus direitos garantidos”, disse Ricardo, afirmando que a Organização Social não gera nem aufere lucros.



Redação

Comente aqui com o Facebook: