Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Cagepa chama de ‘boatos’ informações de que Monteiro não tem água nas torneiras

O presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Hélio Cunha Lima, classificou como “boatos” as informações de que a população de Monteiro, no Agreste paraibano, não tem água da Transposição do Rio São Francisco. A inauguração do eixo leste, que atende a região, aconteceu no dia 10 de março.

“Não sei se por desinformação ou má fé, mas o fato é que tem crescido muito nos últimos dias a divulgação de que, mesmo passando por Monteiro, as águas da transposição não estão chegando à população. 

Isso não é verdade! Atualmente, abastecemos a cidade com 35 litros d’água por segundo captados do açude São José, que passou a ser alimentando com as águas do São Francisco.
Esse volume corresponde a 67% do necessário para abastecer Monteiro, que precisa de 52 litros por segundo”, pontuou Hélio Paredes.

O presidente da Cagepa disse que o abastecimento de Monteiro é complementado pelo sistema adutor do Congo, possibilitando que algumas áreas da cidade fiquem apenas um dia da semana sem água. Segundo ele, até o início de maio serão concluídas as obras de captação d’água do São Francisco no leito do Rio Paraíba para alimentar o sistema do Congo.

“Com isso, o abastecimento de Monteiro e de várias outras cidades do Cariri paraibano será resolvido de forma definitiva”, garantiu o presidente da Cagepa. 

Moradores de Monteiro relataram ao Portal Correio que o abastecimento na área urbana da cidade melhorou, mas os relatos é de que os problemas com falta de água estariam ocorrendo, agora, só na Zona Rural.

A Cagepa disse que o abastecimento na área rural de Monteiro é de responsabilidade da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa).

O Portal Correio tentou contato com o presidente da Aesa, João Fernandes, para saber justificativas do problema e prazos para normalização do serviço, mas as ligações não foram atendidas.



Portal Correio

Comente aqui com o Facebook: