Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Águas do São Francisco vão chegar a Campina Grande dia 25 de abril, garante ministro

As águas da transposição do Rio São Francisco vão chegar ao açude do Boqueirão até o dia 25 de abril e resolver o problema hídrico da cidade de Campina Grande, na Paraíba. 

A informação foi confirmada pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, durante audiência na Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR), nesta quarta-feira (05). 

Na oportunidade, o ministro disse que, apesar do sentimento de descrença, as obras estão avançando, mesmo com contingenciamento orçamentário, e a água está sendo levada à população.

“Primeiro disseram que água do Eixo Leste não chegaria a Monteiro [Paraíba], mas chegou no mês passado. Depois afirmaram que não chegaria a Campina. Já estamos no rumo do Boqueirão, levando tranquilidade hídrica para a região”, destacou o ministro.


Obras paradas - O ministro negou que os trabalhos do Eixo Norte estejam parados. Segundo ele, houve um problema em um dos três trechos que compõem a obra depois que a empresa Mendes Júnior foi declarada inidônea. No entanto, segundo observou, já está sendo feita nova licitação.

Helder admitiu que há obras complementares aos dois eixos que compõem a transposição que estão atrasadas. Ele pediu ajuda dos senadores e deputados para garantirem emendas do Orçamento para os projetos. Ele também pediu acompanhamento dos estados, visto que muitos dos trabalhos são de responsabilidade dos governos locais.

“Há de fato dissonância de calendário. Não cabe agora buscar as razões. O ideal seria termos as obras estruturantes complementares prontas ao tempo dos dois eixos, porém, temos que correr contra o tempo. Peço que somem esforços para garantir verba orçamentária com emendas de bancada e individuais”, apelou Helder Barbalho.

Revitalização - Os senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Lídice da Mata (PSB-BA) mostraram-se preocupados com a revitalização do São Francisco e lembraram que, sem a melhoria da qualidade da água do rio, a transposição será totalmente inócua.

“O Brasil tem uma dívida histórica com o Velho Chico. Ironicamente, será dando suas águas que o Rio São Francisco vai receber finalmente a atenção devida”, afirmou Cássio.

Dezenas de senadores do Nordeste participaram da reunião, que durou quase cinco horas e teve até a presença de deputados federais e estaduais.




Agência Senado

Comente aqui com o Facebook: