Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

sábado, 31 de agosto de 2013

ALUGA-SE: 04 apartamentos com ótimo acabamento e bem localizado. LEIA E VEJA AS FOTOS!


ALUGA-SE: 04 apartamentos, com 01 sala, 02 quartos, 01 banheiro, cozinha, área de serviço, varanda frente e atrás de todos apartamentos.

Apartamento com ótimo acabamento e bem localizado na Rua Prefeito Unias Ramalho, nº 190, Centro, Conceição - Paraíba, ao da lado da Farmácia Liderança 

Contrato de locação de 06 meses ou 01 ano, no valor de R$ 390,00 com água já incluso.

Tratar com:

Vilmar Sabino, 83 9635-4849 / 3453-2350

População de fumantes cai 20% em todo o país, diz Ministério da Saúde.

 No Dia Nacional de Combate ao Fumo (29 de Agosto) o Ministério da Saúde divulgou hoje um dado inspirador: a parcela da população brasileira acima de 18 anos que mantém o vício em cigarro caiu 20% em todo país nos últimos seis anos, de acordo com a pesquisa Vigitel 2012 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), do Ministério da Saúde. Já em São Paulo, o número de fumantes reduziu 17%, passando de 18%, em 2006, para 15%, em 2012.
Os dados revelaram também que os homens continuam fumando mais. Ano passado, o índice de homens fumantes foi de 21%, contra 22% em 2006. Já entre as mulheres, esse dado era de 14% e foi reduzido para 11% em 2012.
O levantamento revela ainda que em São Paulo a frequência de fumo passivo no domicílio é de 9%, sendo 7% em homens e 11% em mulheres. Além disso, a frequência entre pessoas que fumam 20 ou mais cigarros por dia em São Paulo é de 5%: 7% homens e 3% mulheres. Em relação ao número de adultos fumantes por cidade, o levantamento mostra que a capital que tem a maior concentração é Porto Alegre (RS) com 18% - o estado também detém a maior proporção de pessoas que fumam 20 cigarros ou mais por dia (7%). Já a capital com o menor índice é Salvador (BA), onde 6% da população adulta diz ser fumante. Em São Paulo, a frequência de adultos fumantes é de 16%.
Sobre a pesquisa

O estudo Vigitel tem o objetivo de medir a prevalência de fatores de risco e proteção para doenças não transmissíveis na população brasileira e subsidiar ações de promoção da saúde e de prevenção de doenças. O levantamento monitorou 45,4 mil adultos residentes em domicílios com telefone fixo em todas as capitais do país. Uma novidade nesta edição do Vigitel é a atualização dos dados da população de referência levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No estudo deste ano foi utilizado o censo demográfico de 2010, e não de 2000. Ao utilizar informações mais atuais, os dados revelam uma população maior, mais escolarizada e também mais idosa. Em função disso, as análises de tendência foram refeitas para o período de 2006 a 2012 - para todas as variáveis, incluindo o tabagismo ? o que explica as possíveis diferenças nos números impressos em anos anteriores.
Sete métodos ajudam a parar de fumar

Quem já tentou sabe que largar o cigarro não é fácil. Vários métodos podem ser utilizados para deixar de fumar, desde a parada abrupta até o suporte de produtos à base de nicotina, as chamadas terapias de reposição. "Vários fatores influenciam na escolha do método, como motivação, medos sobre parar de fumar e sintomas de ansiedade", afirma a psicóloga e especialista em tabagismo Sabrina Presman, da Associação Brasileira de Estudo do Álcool e Outras Drogas (Abead). Segundo a especialista, um tratamento efetivo envolve a abordagem de três aspectos: físico, psicológico e comportamental. "Além de contornar a abstinência (físico), é preciso desvincular o cigarro de emoções como alegria ou tristeza (psicológico) e de hábitos como tomar café ou dirigir (comportamental)", diz. Só uma avaliação médica criteriosa é capaz de indicar qual o tratamento ideal para cada paciente. Está interessado e quer saber mais sobre os métodos disponíveis? Confira as orientações dos especialistas:
Chicletes de nicotina
As gomas de mascar feitas à base de nicotina devem ser utilizadas quando o paciente estiver com sintomas de abstinência ou vontade intensa de fumar. "Aos serem mastigados, os chicletes liberam nicotina gradualmente, e esta é absorvida pela mucosa oral, com pico em 20 minutos", explica o cardiologista Roberto Cury, do Laboratório Pasteur, em São Paulo. Nesse caso, a ação da nicotina no organismo é diferente de quando é inalada com a fumaça do cigarro, pois será depositada na corrente sanguínea em doses pequenas com o objetivo de controlar o vício. A psicóloga e especialista em tabagismo Sabrina Presman, da Associação Brasileira de Estudo do Álcool e Outras Drogas (Abead), diz que um fator importante para que o uso desses chicletes seja eficaz é sua técnica de utilização. "Eles não devem ser mastigados como um chiclete comum, e sim mascados algumas vezes até que o sabor da nicotina fique aparente, e após isso deve-se depositar o chiclete entre a gengiva e a bochecha até que o gosto desapareça", afirma. "O mesmo ciclo de mastigar e depositar o chiclete deve ser repetido até que se completem 30 minutos de uso, quando ele deve ser desprezado."
O cardiologista Roberto afirma que os chicletes de nicotina são contraindicados para pacientes com distúrbios da articulação temporo-mandibular, má dentição ou gengivite e gestantes. "No caso das futuras mães, sabe-se que a nicotina está associada ao nascimento de bebês de baixo peso, devendo ser excluída toda a nicotina da gestação", afirma a psicóloga Sabrina. "Entretanto, a utilização das terapias de reposição de nicotina, como adesivos e chicletes, ainda é mais segura que continuar fumando." Os efeitos colaterais podem incluir náuseas, vômito, dor abdominal, cefaleia, tosse, excesso de salivação e irritação da mucosa da orofaringe. Além disso, ingerir líquidos enquanto masca a goma pode "lavar" a nicotina bucal, tornando o produto ineficaz.
Pastilhas de nicotina
Parecidas com os chicletes, as pastilhas de nicotina também liberam a substância gradativamente, devendo ser usadas em baixo na língua. "As pastilhas exigem uma dose maior para pacientes que fumam o primeiro cigarro em menos de 30 minutos após acordar", afirma o cardiologista Roberto. Por não exigir mastigação, ele pode ser usado em pacientes com distúrbios da articulação temporo-mandibular ou má dentição, mas as demais contraindicações são as mesmas do chiclete. "As pastilhas de nicotina podem ser usadas por até três meses e os efeitos colaterais são similares ao da goma." O ideal é que a pastilha seja movida de um lado para o outro da boca até se dissolver completamente, sendo utilizada quando o paciente sentir vontade de fumar, não excedendo a quantidade diária indicada na bula.
Adesivos de nicotina
Com o objetivo de aumentar ainda mais as taxas de abstinência ao tabaco, foram desenvolvidos os adesivos de nicotina transdérmica. "Eles devem ser usados constantemente e trocados a cada 24 horas, sem interferir nas atividades do indivíduo", explica a especialista em tabagismo Sabrina. O cardiologista Roberto afirma que eles estão indicados para todas as pessoas que querem largar o tabagismo, não possuindo nenhuma contraindicação formal, com a ressalva para gestantes. O uso dos adesivos de reposição deve ser feito durante 45 a 90 dias, sendo que a dosagem depende de quantos cigarros a pessoa fumava por dia. Entre os efeitos colaterais estão a presença de irritações na pele, que podem impedir a continuidade do tratamento. "Efeitos colaterais mais comuns devido ao uso durante a noite são insônia e pesadelos, nestes casos o adesivo deve ser retirado antes de dormir", alerta o cardiologista.
Spray nasal de nicotina
O spray nasal libera uma solução aquosa com nicotina na mucosa nasal com rápida absorção e pico de 10 minutos, quando comparada ao chiclete e pastilha. Seu uso é recomendado por até três meses. Ele deve ser ministrado a uma ou duas doses por hora, sem exceder o número de cinco doses por hora ou 40 doses por dia. "Seus efeitos colaterais mais comuns são irritação nasal e da orofaringe, rinite e lacrimejamento, sendo que 94% dos usuários apresentam algum sinal de irritação nasal nos primeiros dois dias", afirma o cardiologista Roberto. No entanto, nenhum desses efeitos justifica a suspensão do tratamento. O produto pode ser usado em conjunto com outras formas de reposição, conforme indicação médica. ?A maioria dos pacientes usa em média 15 doses por dia, diminuindo o número de doses com o passar do tempo?, diz Sabrina.
Bupropiona
Originalmente um antidepressivo, essa medicação foi aprovada pelo Food and Drug Administration (FDA) para tratamento do tabagismo. Seu efeito no combate ao tabaco foi descoberto em estudos para verificar seus efeitos contra a depressão, nos quais os participantes declaravam diminuição do desejo de fumar. Diferente das terapias de reposição de nicotina citadas acima, os fumantes devem iniciar o uso da bupropiona uma semana antes da abstinência. "Ela é administrada por meio de comprimidos via oral e age no sistema nervoso central, não sendo recomendado que a pessoa fume durante o tratamento", explica o cardiologista Roberto. Os efeitos colaterais mais comuns são insônia, agitação, boca seca e dor de cabeça. Os especialistas lembram que a bupropiona pode ser usada em conjunto com outras terapias de reposição, como o chiclete de nicotina, mas independente de ser ministrada individualmente ou não, pede o acompanhamento médico.
Parada abrupta
Algumas pessoas optam por não usar qualquer tipo de terapia ou medicamento para cessar o vício, optando apenas pela parada imediata - que consiste em marcar uma data para largar o vício e, chegado o dia, não ter qualquer cigarro guardado e interromper seu uso. "É importante nessa situação que o paciente receba acompanhamento psicológico, para atingir com sucesso a abstenção do tabagismo sem reincidência do vício", explica Roberto Cury. Os principais efeitos colaterais da parada imediata podem ser ganho de peso e ansiedade.
Parada gradual
O método de parada gradual consiste em diminuir o número de cigarros com o passar dos dias ou então retardar a hora do primeiro cigarro. "Com a parada gradual, você tem um risco menor de abstinência, mas o sucesso muitas vezes é dependente do acompanhamento médico e psicológico", diz o cardiologista Roberto. A redução varia conforme a quantidade que o paciente fuma. "Um fumante de 30 cigarros por dia, por exemplo, pode reduzir cinco cigarros a cada dia, cessando completamente após uma semana", explica Sabrina Presman. Ou então, uma pessoa que começa a fumar às 9h vai atrasando em duas horas o seu primeiro cigarro a cada dia, chegando ao sétimo dia sem cigarros. "A estratégia gradual não deve durar mais de duas semanas, pois pode se tornar uma forma de adiar, e não de parar de fumar", explica Sabrina. O mais importante é marcar uma data para que seja seu primeiro dia de ex-fumante.
Lembre-se também que fumar cigarros de baixos teores não é uma boa alternativa, pois todos os derivados do tabaco (cigarros, charutos, cachimbos, cigarros de Bali, cigarrilhas, narguilé, entre outros) fazem mal à saúde. Ao sinal de dificuldades, o paciente pode optar por terapias de reposição de nicotina associado à parada gradual.
Cigarro eletrônico
A comercialização do cigarro eletrônico é proibida no Brasil. Segundo a especialista em tabagismo Sabrina Presman, o cartucho interno desses produtos contém nicotina, a mesma substância dos cigarros comuns que causa dependência, apesar de os fabricantes alegarem que a fumaça é apenas vapor d?água. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária afirma que não há evidências de que o dispositivo tenha alguma utilidade no processo de cessação do tabagismo. "Como se trata de um produto não regulamentado, não há como saber de fato quais são as substâncias presentes nesses cigarros nem se elas podem trazer malefícios", explica Sabrina. O cardiologista Roberto afirma que existem pesquisas sobre o cigarro eletrônico que não mostraram benefício a longo prazo, mas sim problemas e dificuldades respiratórias nos usuários.
Minha Vida

Em entrevista ao jornal ‘O Globo’, Cássio diz que ‘dobradinha’ PSDB-PSB deve se repetir na Paraíba.



Em entrevista ao jornal ‘O Globo’, o senador Cássio Cunha Lima afirmou que a ‘dobradinha’ PSDB-PSB, formada na Paraíba em 2010 deve se repetir em 2014, com o apoio dos tucanos à reeleição do governador Ricardo Coutinho.
A declaração de Cássio ocorreu após encontro entre o senador Aécio Neves e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos. “Onde pudermos fazer palanques duplos para Eduardo e Aécio nós faremos”, disse o parlamentar.
Confira a matéria:
No primeiro de muitos encontros já programados, os presidenciáveis Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB) acertaram na quinta-feira — num jantar com cantoria de música sertaneja na casa do governador pernambucano, em Recife — ações concretas dos dois partidos no Congresso. Na pauta do encontro, além da avaliação do quadro eleitoral nos estados, fecharam parceria para aprovar o fim do voto secreto, a PEC dos mensaleiros e barrar propostas de reforma política que restrinjam as candidaturas de oposição à presidente Dilma Rousseff.
Depois do jantar, que provocou reação irônica do governador Cid Gomes (CE), do PSB, Aécio e Eduardo intensificaram suas campanhas. O tucano seguiu para um périplo que incluiu Paraíba e Ceará, onde foi pedir a bênção de Padre Cícero. O pernambucano foi para Santa Catarina articular alianças.
— Eu vim pedir as bênçãos de Padre Cícero e pedir para ele convencer o Tasso (Jereissati) a se candidatar ao governo do Ceará. Estou muito confiante que ele vai, e vai ganhar de barbada — disse Aécio, por telefone, quando saía nesta sexta-feira de Juazeiro do Norte.
‘Linha auxiliar do PSDB. Será este o papel do PSB em 2014?’
Aécio Neves estava na terra de Cid Gomes (PSB) quando logo de manhã, em sua fanpage nas redes sociais, o governador do Ceará mostrou que não gostou do encontro do presidenciável tucano com o presidente de seu partido: “Linha auxiliar do PSDB. Será este o papel do PSB em 2014?”, questionou Cid, que defende a reeleição de Dilma.
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e o deputado Sérgio Guerra (PSDB-PE) participaram do jantar com Aécio e Campos. Cássio lembrou que a dobradinha, além de São Paulo e Paraná, já existe na Paraíba, onde o PSDB deve apoiar a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), e deve se repetir em mais estados.
— Onde pudermos fazer palanques duplos para Eduardo e Aécio nós faremos — disse Cássio.
Em Santa Catarina, Campos almoçou com o governador Raimundo Colombo (PSD) e deu posse ao secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável do governo local, Paulinho Bornhausen, como presidente da nova Executiva do PSB no estado. Do mesmo grupo de Colombo, a meta dos Bornhausen, que partem para o PSB, é eleger seis deputados estaduais e três federais. Campos não desiste de Colombo, que por enquanto promete apoiar a reeleição de Dilma. Os dois almoçaram juntos na casa do governador.
Nas conversas políticas em Florianópolis, Campos explicou a necessidade de continuar criticando os erros do governo Dilma, mas de forma construtiva:
— Oposição raivosa não funciona, não existe. Temos que mostrar o que não está dando certo, ver onde podemos contribuir agora e onde podemos melhorar.

Blog do Luis Tôrres

Aécio diz em Campina Grande que "o povo" quer Cássio candidato em 2014.

Aécio e Cássio em Campina Grande
Aécio e Cássio em Campina Grande
Pré-candidato a presidente da República, o senador mineiro Aécio Neves, fez uma visita rápida à cidade de Campina Grande (na região do Compartimento da Borborema, a  122 quilômetros de João Pessoa). Em rápida entrevista, ele confirmou que conversou sobre as eleições do ano que vem com o presidente nacional do PSB, o governador de Pernambuco Eduardo Campos, durante um jantar em Recife (PE) na noite da quinta-feira (29).
Aécio desembarcou na Paraíba ainda na noite da quinta. Aproveitou a manhã para gravar participações para programas do PSDB que serão exibidos em nível nacional. Por volta do meio-dia seguiu para Fortaleza (CE). A assessoria do 'tucano' não divulgou a agenda na capital cearense.  
O senador mineiro disse que conversou com Eduardo Campos sobre o Brasil. "O governador Eduardo Campos é presidente nacional do PSB, eu sou o presidente do PSDB, e temos projetos distintos, mas nós temos muita convergência em relação à eficiência na gestão pública e uma gestão da economia muito mais rigorosa do que a atual", resumiu para o jornalistas o relato do encontro.
PSDB e PSB são aliados na Paraíba. O atual governador Ricardo Coutinho (PSB) é candidato à reeleição. A direção estadual do PSDB quer que Cássio Cunha Lima assuma uma candidatura própria. Aécio disse que gostaria muito que o senador disputasse o governo da Paraíba no ano que vem, mas cabe somente a ele essa decisão. "Por onde eu ando, escuto que quem quer a candidatura de Cássio não é o PSDB, mas o povo da Paraíba. Eu desejo Cássio ao meu lado, seja como candidato a governador da Paraíba, seja como um dos principais coordenadores da nossa caminhada. Ele é quem vai decidir o seu futuro. Cássio terá um papel vital na condução do nosso processo", afirmou.
O senador Cássio Cunha Lima desconversou sobre o assunto. Disse que se sentia lisonjeado pelas citações de Aécio, mas deixou claro que sua decisão só sai no ano que vem. "Eu fico feliz com a declaração do presidente nacional do meu partido. Imagina se nem o presidente do meu partido estimulasse uma candidatura própria? Eu tenho dito, e vou repetir mais uma vez, que as questões das eleições do ano que vem, ficarão para 2014. Temos uma aliança com o PSB, com o governador Ricardo Coutinho, tenho defendido a manutenção dessa aliança, mas temos discussões que precisam ser feitas e elas serão realizadas no momento próprio, que é 2014", disse.
Na avaliação de Cássio, a conjuntura nacional terá um peso em sua decisão sobre uma candidatura ao governo estadual. "Tem sempre um peso. É claro que você não faz política de forma isolada, de maneira estanque. Você não é fruto de você mesmo. Como existe uma boa relação, que não é de agora, entre PSB e PSDB, a Paraíba também segue dentro desses pontos de convergência entre essas duas legendas e vamos tomar as decisões observando esses aspectos de âmbito nacional", opinou.
Durante a visita, os dois senadores imprimiram um ritmo de pré-campanha. Passaram por alguns pontos principais de Campina Grande, cumprimentaram populares e mantiveram contatos com lideranças políticas locais. Cássio e Aécio foram cumprimentados por eleitores e posaram para fotos com algumas pessoas, entre os intervalos das gravações para o programa do PSDB.
Portalcorreio

Polícia registra dois homicídios neste final de semana, em João Pessoa na Paraíba.

Foto: Senhor morto não foi identificado
Créditos: Cabuloso PB
Um senhor que ainda não foi identificado foi assassinado com um tiro na cabeça no final da manhã deste sábado (31), na Lagoa, Centro de João Pessoa.
De acordo com a polícia, ele foi visto por testemunhas discutindo com outro homem desconhecido e gritando que iria chamar a polícia. Logo depois, dois rapazes armados chegaram em uma moto e o que estava no banco do carona disparou contra a vítima que teve morte imediata.
A polícia ainda investiga para saber se o homicídio tem relação com a discussão que foi vista por testemunhas, pouco antes do crime.
Segundo informações de um dos parentes da vítima, ele era aposentado pela Marinha, mas trabalhava como flanelinha na rua Diogo Velho.
O ex-presidiário Carlos Eduardo, 34 anos foi assassinado a tiros no final da noite de sexta-feira (30) em Santa Rita, Grande João Pessoa. A polícia trabalha com a hipótese de acerto de contas.
Segundo as autoridades, a vítima estava indo pra casa quando foi surpreendido no meio do caminho por homens que estavam em um carro prata. Não é possível afirmar quantas pessoas estavam no veículo.
Um dos desconhecidos desceu armado do carro e disparou várias vezes contra Carlos Eduardo. A vítima teve morte imediata.
O corpo foi removido por equipes da Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol).
Portalcorreio

Frutas protegem contra diabetes, mas sucos elevam risco da doença.

 Uma pesquisa publicada hoje pelo "British Medical Journal" pode amargar o café da manhã de muita gente: o consumo diário de um ou mais copos de suco de fruta eleva em até 21% o risco de desenvolver diabetes tipo 2.
A doença, que é considerada uma epidemia mundial, afeta 347 milhões de pessoas, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).
O estudo, liderado por Isao Muraki, da Escola Médica de Harvard (EUA), analisou dados de mais de 187 mil homens e mulheres acompanhados por 24 anos para saber se o consumo de diferentes tipos de fruta poderia influenciar positiva ou negativamente o risco de desenvolver diabetes tipo 2.
Mais de 12 mil participantes (6,5%) receberam diagnóstico da doença durante o estudo. O diabetes tipo 2, diretamente relacionado à obesidade, é caracterizado pela resistência do corpo à ação da insulina, que controla os níveis de açúcar no sangue, ou pela produção insuficiente do hormônio.
Trabalhos anteriores já haviam tentado averiguar se o consumo de frutas poderia reduzir o risco de diabetes, mas, segundo os autores, não havia sido encontrada ligação forte entre uma coisa e outra.
Por isso eles decidiram analisar cada fruta separadamente. Mirtilo, uva e maçã, consumidos três vezes por semana, foram as frutas que mais diminuíram o risco de diabetes, em 26%, 12% e 7%, respectivamente.
Já o melão foi a única fruta cujo consumo esteve ligado a um aumento dos casos de diabetes. Os autores também notaram um aumento no risco de desenvolver a doença entre os que tomavam suco de fruta.
Segundo os cálculos do estudo, trocando os sucos por um consumo frequente de quaisquer frutas inteiras, o risco de diabetes cai 7%; a queda pode ser maior dependendo da escolha de cada um (de novo, uva e mirtilo deram os melhores resultados).
De acordo com Daniela Jobst, nutricionista funcional e membro do Instituto de Medicina Funcional dos EUA, a diferença de resultado entre as frutas tem a ver com seu índice glicêmico (potencial de cada uma de gerar "picos" na produção de insulina) mas, talvez principalmente, aos nutrientes que cada uma delas tem.
"O diabetes envolve um processo de estresse oxidativo, aumenta a quantidade de radicais livres. Frutas como mirtilo e uvas têm fitoquímicos antioxidantes."
O problema dos sucos é que, em relação à fruta inteira, eles têm muito menos fibras, o que eleva a velocidade da absorção do açúcar, gerando os picos que podem ser prejudiciais ao organismo.
Melhor eliminar o suco da dieta? "Não precisa. Dá para acrescentar fibras ao suco, para tornar a digestão mais lenta. Uma folha, como couve, ou grãos como linhaça e chia são boas opções."
FolhaOnline

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Governador da Paraíba nomeia Oswaldo Trigueiro como novo desembargador do Estado.

O governador da Paraíba Ricardo Coutinho nomeou na noite desta quinta-feira (29) o ex-procurador geral da Justiça Oswaldo Trigueiro como novo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado, substituindo José Di Lorenzo Serpa, aposentado compulsoriamente no último dia 6 de agosto. A confirmação ocorreu no dia da posse do novo procurador geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora, que substitui Owaldo.

O ex-procurador de Justiça compunha a lista tríplice que foi formada também pelos procuradores Aldenor de Medeiros Batista e Marcus Vilar Souto Maior. Ele foi o mais votado desde a lista sêxtupla, enviada pelo Ministério Público do Estado ao Tribunal de Justiça.

O Pleno do TJPB definiu a lista tríplice, quando, em votação aberta, o ex-gestor do Ministério Público, ficou com 16 votos. Aldenor e Marcus Vilar tiveram, respectivamente, 14 e 13 votos.

A posse de Owaldo Trigueiro ainda terá a data definida pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

Portal Correio

Prefeito de Conceição Nilson Lacerda é aplaudido por funcionários demitidos. VEJA VÍDEO!

Em solenidade realizada na manhã de ontem (29) no auditório da Câmara Municipal de Conceição, o Prefeito Nilson Lacerda cumpriu talvez a sua mais difícil missão administrativa, anunciar a demissão de aproximadamente 250 servidores contratados.

 O auditório da Câmara Municipal estava lotado de servidores que serão desligados a partir do dia 31 deste, em virtude da decisão da justiça de Conceição em determinar a imediata posse de vários funcionários aprovados no último concurso público.

Bastante emocionado e com a voz embargada Nilson falou aos presentes, que aquela decisão era tomada contra a sua própria vontade, mas que não poderia deixar de cumprir uma determinação judicial, mas que a batalha não está perdida e o jogo só está começando e foi aplaudido pelo presentes.

Lágrimas, abraços e muita solidariedade, foi o que podemos observar entre os participantes da reunião. 

Os servidores demitidos, deram uma verdadeira demonstração de grandeza e lealdade ao Prefeito, ao receberem o anuncio que estavam sendo afastados, e de diversos pontos da plateia ouviam-se palavras de encorajamento ao Prefeito Nilson, que falava com um semblante de preocupação.

O Prefeito Nilson Lacerda, também falou que vários serviços prestados pelo Município que serão prejudicados, ou irão funcionar parcialmente, visto que, alguns servidores terão que passar por um treinamento para assumirem os seus empregos, o que demanda tempo, prejudicando diretamente a população.

Por fim, o Prefeito Nilson Lacerda, disse mais uma vez que o povo de Conceição vai se orgulhar do Prefeito que tem.

Estiveram presentes ao evento além do Prefeito Nilson Lacerda, a vice prefeita Nena Diniz e seu esposo Deon Diniz, Secretários do Governo,Vereadores e várias lideranças.

Conceiçãoverdade

Ciretran de Conceição não vai fechar !

Rumores do fechamento da Ciretran de Conceição, motivaram a ida do vereador Humberto do Detran a João Pessoa.

Como funcionário do Detran e legítimo representante do povo de Conceição, o vereador Humberto, dirigiu-se até a sede do Detran na Capital, para verificar in loco a veracidade da notícia que circula a boca miúda em Conceição, inclusive sendo matéria nos informativos de uma Emissora de Rádio local.

Segundo Humberto a notícia não procede, pois conversou diretamente com o Engenheiro Felipe Queiroga e ele assegurou que a Ciretran de Conceição irá passar por uma reforma total em suas dependência, inclusive com a colocação novos móveis e toda estrutura para um melhor atendimento ao público.

O Dr. Felipe Queiroga, que é Engenheiro do órgão, disse que foram destinados recursos na ordem de R$ 100.000,00 (cem mil reais) e que a licitação já foi feita, aguardando os procedimentos legais para início das obras.

Conceiçãoverdade

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

População brasileira atingirá o pico em 2042 e começará a cair.

Estudo do IBGE prevê um Brasil que vive mais, com famílias menores e mães dando à luz cada vez mais tarde
A inversão da pirâmide
O aumento na expectativa de vida, aliado ao fato das famílias brasileiras estarem cada vez menores e as mulheres decidirem ter filho cada vez mais tarde está mudando a estrutura da pirâmide demográfica do país. Pela primeira vez, a partir de 2042, a população vai começar a diminuir e a partir de 2060, 26,7% dos brasileiros serão idosos. Confira a evolução dos dados:

Previsão populacional*


* em milhões

TRE abre quatro mil vagas para recadastramento biométrico em João Pessoa.

agas de agendamento para o recadastramento biométrico dos eleitores de João Pessoa entre os dias 7 a 11 de outubro foram abertas na tarde desta quarta-feira (28) pelo Tribunal Regional da Paraíba (TRE-PB). Ao todo, são quatro mil vagas, distribuídas para os postos de atendimento instalados no Fórum Eleitoral, em Tambiá, na sede do TRE-PB, na Casa da Cidadania de Mangabeira e no Centro Administrativo da Prefeitura da capital, em Água Fria.

O agendamento deve ser feito acessando o Sistema de Agendamento da Biometria, na página do TRE-PB, preenchendo o formulário escolhendo o local e horário disponíveis. Caso o eleitor, por qualquer motivo, não possa comparecer no dia agendado, deve fazer o cancelamento para que seja disponibilizada a vaga a outro eleitor. Para cancelar, basta acessar o link “acompanhar agendamento” e, ao acessá-lo, solicitar o cancelamento.

O secretário de Tecnologia da Informação do TRE-PB, Leonardo Lívio, ressaltou que o agendamento da biometria em João Pessoa, que está sendo feito exclusivamente pela Internet, é uma medida temporária. “Estamos finalizando o processo de contratação de pessoal para reforçar o atendimento na capital. Tão logo seja concluído, iremos instalar diversos postos com atendimento por agendamento e espontâneo”, afirmou.


G1

ANS começa a suspender planos de saúde que cometerem irregularidade a partir desta sexta-feira.

A Agência Nacional de Saúde (ANS) começa hoje a notificar 26 operadoras de planos de saúde sobre a suspensão, a partir de amanhã, da comercialização de 246 produtos que tiveram problemas de atendimento ou de negativa de cobertura ao consumidor. Segundo o diretor-presidente da ANS, André Longo, a decisão foi tomada após a Advocacia Geral da União (AGU) e um grupo técnico da agência analisarem a sentença proferida, ontem, pelo desembargador federal Aluisio Mendes, da 5ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região.

A decisão judicial de ontem foi referente a um recurso da ANS contra uma liminar concedida pelo TRF, em 20 de agosto. Na ocasião, o tribunal acatou pedido Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde) e impediu a suspensão, pela ANS, de 136 planos de seis operadoras (Amil, Amico, Dix, Medial Saúde, SulAmérica e Excelsior), filiadas à federação.

A Fenasaúde argumentou, no pedido de liminar obtido no TRF, que a ANS contabiliza como pontos negativos, para suspender os planos, reclamações de consumidores que ainda estavam em diligência, ou seja, sob análise da agência. O desembargador acolheu esta argumentação. Apesar de o próprio TRF e a Fenasaúde terem informado que a sentença proferida ontem mantinha a validade da liminar, a ANS interpretou a decisão de outra forma. Para a agência, na decisão, o desembargador reconheceu que a ausência de resposta pode ser considerada como ponto negativo na avaliação de atendimento. E, segundo a ANS, a falta de entrega de documentos pelas operadoras em processos que ainda estão em análise pode ser considerada uma “não resposta”.

"O desembargador diz que as reclamações que são alvo de diligência só poderiam ser contabilizadas em dois casos: de não resposta e não apresentação de documentação comprobatória. Das 4.512 reclamações procedentes dessas 26 operadoras, 916 foram para diligência, parte está sem resposta e outra sem documentação minimamente condizente, que nos permita fazer a análise, ou seja, é uma não resposta. Por este ponto de vista, consideramos que a decisão nos permite manter a suspensão dos planos", destacou Longo.

Na avaliação de Guilherme Valdetaro, um dos advogados da Fenasaúde, a visão da ANS a respeito da decisão de ontem da Justiça é equivocada. A federação, informa Valdetaro, analisa medidas cabíveis, caso a agência ponha em prática a suspensão:

"A questão de não existir documentação adequada, no entendimento da ANS, não pode ser computada de acordo com a decisão judicial. O desembargador não acolheu o argumento total da agência como foi apresentado. Caso a ANS mantenha a suspensão dos planos, estará violando uma decisão judicial. Estamos estudando as medidas cabíveis, pois inegavelmente a vitória foi das empresas e a liminar está mantida", afirma o advogado.

O Globo

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Pressão de Marina pode custar caro ao Rede Sustentabilidade no TSE.

Estratégia de Marina pode dar errado
A estratégia de Marina Silva para registrar seu novo partido, a Rede Sustentabilidade, pode dar errado. Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral estão desconfortáveis, para não dizer irritados, com os recentes passos da ex-senadora para pressionar os cartórios no processo. Na última segunda-feira 26, ela ignorou as regras determinadas na Lei dos Partidos Políticos e pediu formalmente no TSE, mesmo sem ter o apoio mínimo necessário, o registro da Rede.

Marina solicitou ainda em seu pedido para que o Tribunal forçasse os cartórios a certificar as assinaturas sem a confirmação dos dados apresentados pelos eleitores. Ao invés de conferir as assinaturas uma por uma, um processo obviamente demorado, ela quer que sejam publicados editais com os nomes das pessoas que assinaram as fichas e, caso ninguém se manifeste de forma contrária, sejam considerados válidos. Ou seja: pede para que mudem as regras existentes. 

A estratégia jurídica do Rede foi montada pelo advogado Torquato Jardim, ex-ministro do TSE. Ele solicita que 200 mil assinaturas restantes sejam automaticamente autenticadas do TSE, caso o suposto apoiador não a conteste, no prazo de 5 dias, em seu cartório eleitoral. Por fim, o advogado acusa a Justiça Eleitoral de lentidão e desídia na validação das assinaturas, o que gerou revolta entre ministros do TSE (leia aqui).

BATMAN - "Isso não tem fundamento. A conferência de assinaturas não é um faz de conta, senão passa apoio de Batman, do Robin Hood", rebate, com razão, o professor da UnB Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, pois, afinal de contas, dificilmente esses super-heróis deixariam seus afazeres para impugnar as assinaturas fraudulentas.

Os movimentos do Rede não têm sido vistos com bons olhos pelos membros do TSE, que interpretam que Marina está se fazendo de vítima e colocando a culpa no tribunal para o caso de o partido não ser registrado a tempo para que ela se candidate à Presidência da República.

A ex-ministra tem feito críticas públicas contra a morosidade dos cartórios. Ela afirma que sua legenda não pode "pagar o preço" pela "falta de estrutura" do sistema judiciário brasileiro. As principais críticas foram feitas à imprensa depois de reuniões com a presidente do TSE, Cármen Lúcia, e com a ministra Laurita Vaz.

"ANGÚSTIA" - Mas o Tribunal Superior Eleitoral resiste às intenções de Marina e não pretende, aparentemente, abrir uma exceção à regra para beneficiá-la. O ministro Marco Aurélio Mello, próximo presidente do TSE, já deixou claro que, apesar de entender a "angústia" da ex-senadora diante do prazo, que vem se apertando, todas as regras devem ser rigorosamente cumpridas. "Não podemos atropelar os meios", disse. Segundo o magistrado, é absolutamente necessário que todos as assinaturas sejam conferidas. "Não se pode pretender criar um partido da noite para o dia. Há formalidades legais inafastáveis".

A situação de Marina é complicada: se aproximando da presidente Dilma Rousseff nas pesquisas, ela ainda não tem um partido pelo qual viabilizar sua candidatura. E não quer falar em "plano B", caso a Rede não seja registrada a tempo.


Brasil 247

‘Apagão’ no Nordeste foi gerado por queimadas no Piauí, confirma Operador Nacional do Sistema.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico confirmou, na noite desta quarta-feira (28), que o apagão que afetou praticamente toda a Região Nordeste - exceto o Maranhão - foi provocado por duas falhas na estação de Ribeiro Gonçalves, localizada no Piauí, que é administrada pela espanhola Isolux.
A estação foi prejudicada pelo calor referente a uma queimada na região. A Eletrobras confirmou que a interrupção se deu nos Estados do Piauí, Paraíba, Ceará, Alagoas, Bahia, Sergipe, Pernambuco e Rio Grande do Norte.
Na Paraíba, de acordo com a Energisa, todos os municípios foram declarados sem energia elétrica por volta das 15h40. Por volta das 18h15, a assessoria de imprensa da concessionária informou que 90% da energia já havia sido normalizada no Estado.
Confira abaixo na íntegra a nota oficial emitida pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico.
Às 14h58, ocorreu o desligamento da Linha de Transmissão de 500 kV Ribeiro Gonçalves - São João do Piauí (circuito 2), da IENNE, empresa controlada pela espanhola ISOLUX, devido a foco de calor (queimada na região). Às 15h04, esse circuito foi religado manualmente, tendo havido um novo desligamento pela mesma razão às 15h06.
Às 15h08, também devido à queimada, foi desligada a segunda linha Ribeiro Gonçalves – São João do Piauí (circuito 1), da TAES A, empresa controlada pela CEMIG, configurando uma contingência dupla, que conduziu à perda de sincronismo e consequente separação da região Nordeste do restante do Sistema Interligado Nacional (SIN), havendo perda de carga de aproximadamente 10.900 MW, com o desligamento adicional das seguintes linhas de 500 kV de interligação do SIN com a região Nordeste:
Após identificada a origem da ocorrência, deu-se início à recomposição das cargas da região Nordeste, tendo a das capitais sido, praticamente, concluída às 17h30.
Paraíba Já

Cássio alerta que reforma eleitoral pode beneficiar apenas os ‘conhecidos’.

“Desculpem a franqueza, mas a norma, como está sendo criada, vai beneficiar, de forma clara, os que já são conhecidos, e me incluo entre eles, em prejuízo daqueles que estejam querendo iniciar uma trajetória na vida pública” – foi assim, sem rodeios, que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) resumiu a proposta de minirreforma eleitoral que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal começou a discutir na sessão desta quarta-feira (28/08).
Elaborado pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR), o PLS 441/2012 recebeu, hoje, pedido de vistas coletivo. A matéria deve voltar à pauta de votações da CCJ na próxima semana. A expectativa é de que seja aprovada pelo Senado e pela Câmara dos Deputados até setembro, prazo máximo para que as novas regras possam valer para as eleições de 2014.
CAMPANHA - Em tese, as mudanças sugeridas à Lei Eleitoral têm como objetivo reduzir a duração e os custos das campanhas. “Até aí, tudo bem, desde que não estejamos discutindo algo que a rigor ataque apenas despesas periféricas, realizadas em uma eleição” – adverte Cássio Cunha Lima.
“Na prática, o que acontece é isso: ao longo do tempo, o Congresso Nacional vem proibindo a utilização de determinados instrumentos de divulgação por parte dos candidatos e dos partidos, sempre com o argumento de redução de custos. E, na verdade, você termina criando um ambiente onde quem já é mais conhecido – e os mais conhecidos estão aqui, porque já foram eleitos – termina levando vantagem em relação aos postulantes de ‘primeira viagem’, aqueles que estão estreando em campanhas políticas” – argumenta o senador.
REAÇÃO NATURAL - Cássio voltou a sublinhar que considera importante que haja um período de tempo entre a votação e a vigência de uma reforma política. “Enquanto o Congresso Nacional não se deslocar do cotidiano, do aqui e agora, nós não conseguiremos fazer reforma política, por uma razão simples e inata do homem: há sempre um espírito de defesa. Há sempre uma reação natural àquilo que lhe atinge” – advoga o tucano paraibano, que sugeriu um espaço de 12 anos entre a votação e a vigência de uma reforma política “para valer”.
- Eu venho defendendo isso desde a Constituinte, e me convenci de que, toda vez que nós tentamos fazer uma reforma política, ou mesmo a tributária – eu acho que são as duas com o mesmo problema –, com efeito a médio e curto prazo, elas não passam porque, por uma reação humana, cada um olha para seu estado, olha para seu município, olha para sua circunstância eleitoral e termina sem criar um ambiente de consenso.
TEMPO – Cássio diz que o ideal seriam 12 anos de interstício entre a votação e a vigência de uma reforma. E a quem indaga se 12 anos não seriam muito tempo, ele responde que seria tempo suficiente para que todos os congressistas estivessem fora do jogo eleitoral e tivessem cumprido seus mandatos. Para aqueles que ainda duvidam, ele exemplifica:
- Já passamos o dobro desse tempo da Assembleia Nacional Constituinte. Já são 25 anos. Se assim tivéssemos feito lá atrás, em 1988, já estaríamos com esse modelo redesenhado. Então, acredito que o que vamos fazer aqui é um arremedo, é um desenho, é um rabisco de reforma que não é reforma – conclui Cássio Cunha Lima.
ParaíbaJÁ

Mais dez pessoas são indiciadas pelo Ministério Público por fraudes em concursos na Paraíba.

Após mais de um ano de investigação, cerco se fecha contra esquema de fraudes em concursos
Nesta quarta-feira (28), o Ministério Público denunciou dez pessoas acusadas de envolvimento em fraudes de concursos públicos na Paraíba. Há mais de um ano, as investigações levaram à realização da operação 'Gabarito', quando quatro pessoas, incluindo o dono de uma empresa realizadora de provas e um ex-prefeito, foram presas. Segundo o MP, após a operação mais de 20 concursos também foram suspensos ou anulados por irregularidades.

Todos os denunciados respondem em liberdade. O procedimento foi apurado pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). Os envolvidos são acusados de fraudes em licitações, estelionato, formação de quadrilha e falsificação de documentos. O MP requer também a remessa dos autos a outras promotorias para apuração de indícios de fraudes em concursos públicos nos municípios de Várzea, Princesa Isabel, Emas, Pocinhos e Manaíra, todos na Paraíba.

"Infere-se do inquérito policial incluso que os denunciados, mediante comunhão de esforços e desígnios, frustraram o caráter competitivo, bem como praticaram fraude em concurso público, obtendo vantagem ilícita em prejuízo alheio, mediante fraude. [...] os denunciados, em unidade de desígnios, simularam o procedimento de licitação. Com efeito, observa-se que sequer foram cumpridas as formalidades legais concernentes ao aludido processo licitatório, frustrando, assim, seu caráter competitivo", consta na denúncia.

O Ministério Público afirma que os responsáveis pelo concurso forjaram a aprovação de determinados candidatos indicados pelo Poder Executivo para ocuparem cargos públicos previstos no edital. Em um dos casos, o próprio presidente da comissão de licitação, que declarou a empresa vencedora responsável pela realização do processo seletivo, prestou o concurso concorrendo à vaga de fiscal de tributos. Era prevista uma vaga mais uma no cadastro de reserva, na qual ele foi aprovado.

"A fim de não chamar a atenção, alguns desses candidatos indicados eram aprovados nas vagas destinadas ao cadastro de reserva, pois não eram disponibilizadas todas as vagas no edital, possibilitando a nomeação da pessoa indicada em um momento posterior".

Os documentos passaram ainda por auditoria da Controladoria Geral da União (CGU), que emitiu parecer identificando várias irregularidades que estariam demonstrando o direcionamento da licitação a uma empresa específica. Dentre os documentos apreendidos, havia alguns "contendo anotações de cargos e nomes de pessoas referentes ao Concurso da Prefeitura de Várzea".

"Como se observa, os denunciados, deliberadamente, induziram em erro os demais candidatos, os quais pagavam pelo direito de concorrer em igualdade de condições e, em claro prejuízo patrimonial, realizavam as provas sem qualquer chance de aprovação", assinala o MP.

Operação Gabarito
Após denúncias de fraudes em concursos públicos exibidas no programa Fantástico, uma operação conjunta prendeu, em 18 de junho de 2012, quatro suspeitos de participarem do esquema na Paraíba. Entre os suspeitos detidos estavam um advogado proprietário de empresa organizadora de concursos e três funcionários públicos da prefeitura de Caldas Brandão.

A operação Gabarito contou com as equipes Polícia Civil, Controladoria Geral da União e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público. Também foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão.


G1

Após apagão no Nordeste, energia volta em toda a Paraíba, diz Energisa.


A energia elétrica foi restabelecida em toda a Paraíba por volta das 18h30 desta quarta-feira (28), de acordo com estimativa da concessionária Energisa. Um apagão atingiu toda a região Nordeste nesta quarta e a Paraíba ficou às escuras a partir das 15h23. Por volta das 16h45, a energia começou a ser restabelecida gradativamente, por questões de segurança.
O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, disse que a causa do apagão no Nordeste foi uma queimada na fazenda Santa Clara na cidade de Canto do Buriti, no Piauí. O ministro informou que as causas da queimada - se foi natural ou provocada por ação humana - ainda estão sendo investigadas. Segundo o ministro, a preocupação inicial foi restabelecer o sistema.

O ministro disse ainda que o apagão atingiu "todo o Nordeste", mas que o sistema já foi recuperado. No entanto, Lobão disse que há a possibilidade de algumas cidades no interior dos estados ainda estarem com falta de energia.

Todos os municípios da Paraíba foram declarados sem energia elétrica por volta das 15h40 desta quarta-feira (28) pela Energisa. Por meio de sua assessoria, a concessionária informou que a queda no repasse da carga pela Chesf ocasionou a interrupção do abastecimento em todo estado.

O Operador Nacional do Sistema divulgou uma nota explicando que houve desligamentos em duas linhas devido "a foco de calor (queimada na região)". O primeiro deles ocorreu às 14h58. Em comunicado, a ONS informou que as cargas de energia do Nordeste foram praticamente recuperadas às 17h30
.
Queda de energia no Nordeste (Foto: Editoria de Arte/G1)
Com a falta de energia na Paraíba, todos os semáforos de João Pessoa e Campina Grande pararam de funcionar. Todo o efetivo de agentes de trânsito da Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa(Semob), da capital, e da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), de Campina Grande, foram enviados às ruas para monitorar os principais cruzamentos das duas cidades.

O Aeroporto Internacional Castro Pinto, de João Pessoa, funcionou normalmente, uma vez que a energia do local é mantida por meio de geradores. A informação foi confirmada pelo superintendente Alexandre Oliveira da Silva, que garantiu que não houve nenhum prejuízo. Em Campina Grande, o superintendente do Aeroporto João Suassuna, Nilson José da Silva Suassuna, informou que o local também funcionou com energia de geradores e o serviço não foi prejudicado.
G1 Paraíba

Fenam entra com novas ações contra o Mais Médicos.

Nesta quarta-feira (28), a Fenam (Federação Nacional dos Médicos) entra com uma ação no TCU (Tribunal de Contas da União) para exigir a realização de concurso público para profissionais do Mais Médicos.
Na terça-feira (27), a Fenam também entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade no MPT (Ministério Público do Trabalho) para apurar denúncias de supostas violações dos direitos trabalhistas pelo programa do governo federal e solicitou a abertura de uma investigação na Procuradoria Geral do Trabalho.
De acordo com o presidente da entidade, Geraldo Ferreira, a vinda de médicos cubanos têm alguns agravantes.
— Os cubanos estão chegando ao Brasil sem direitos. Há uma instituição intermediária que vai repassar o salário deles, ou seja, estão descumprindo as leis trabalhistas brasileiras.
Ferreira admite que “a intenção de levar médicos brasileiros ou estrangeiros para regiões carentes é nobre, desde que tudo seja feito dentro da lei”.
— Estamos correndo o risco de tornar o Brasil em um estado policial, já que o programa passa por cima da lei e da constituição.
Em relação às reivindicações dos direitos trabalhistas, a Fenam recebeu o apoio de quatro centrais sindicais: Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil e Nova Central Sindical de Trabalhadores.

R7